A Dor do Fechamento de uma Era

Spiral of documents

Existe uma forte tendência no coletivo em se agarrar ao sofrimento e não existe lugar mais fértil de sofrimento do que olhar para a desgraça alheia. Quem quer sofrer não tem nenhum trabalho, existem mil ” causas” de aparente injustiça para se engajar.
A razão é muito clara!

Saímos de uma Era de água onde a emocionalidade era o tom dominante. Crime, castigo, culpa e pecado eram o mote de todos os que levantam a bandeira de justiceiros.
Isso deu espaço para que políticos e chantagistas levassem grandes vantagens e posassem de salvadores, a verdade é que eles precisam da miséria e do sofrimento alheio, então criam cada vez mais.

A partir de 2012 fecharam-se os portões de Peixes! Entramos em uma era extremamente racional e seca e não tem jeito de voltar para trás. O medo de perder isso instalou-se nas populações.
Nesse período, mentes racionais despontam como grande inspiração, trazendo lucidez. Mas mentes que tem medo do vazio e não recebem energia de luz se alimentam de sofrimento.
Existe muito grito e muito choro e uma tendência voraz em acabar com quem traz a lucidez.
Basta raciocinar um pouco:
1.- Não existem vítimas. Vítima e agressor estão em conluio. O vitimismo foi altamente exaltado na Era de Peixes.
2.- Não existe uma folha que cai sem que o Criador queira. É uma arrogância humana achar que podemos controlar a Vontade Divina.
3.- Cada um passa exatamente o que precisa passar. Reconhecer isso é uma humildade.
4.- Sem auto responsabilidade cada um sempre fica exatamente no lugar onde está.
5.- Em algum nível inconsciente o ajudado jamais vai lhe perdoar, isso já foi dito aqui.

Claro que devemos lutar contra quem nos oprime. Mas evitamos isso e vamos correndo ajudar quem achamos que precisa de ajuda. E ainda por cima, sequer ajudamos, simplesmente gritamos nas mídias coletivas, como se os outros tivessem que escolher nossas causas entre as milhares causas criadas, ou pudesse fazer alguma coisa.
Isso pode ser visto claramente ante a impossibilidade de diálogo racional. O resultado é a briga, separação e conflito.

Posts de indignação e revolta são abundantes e tem o poder de baixar a vibração coletiva, fique atento/a!

Nós mesmos, estamos pagando caro o tópico da corrupção e cada um tem o dever de cuidar de si. Nesse caso a primeira providência é encontrar a corrupção em si mesmo, então lutar contra ela lá fora se está nos vitimizando, já que o lugar da vítima é um lugar nada confortável de se estar, além de ser um lugar de fraqueza.

Se lhe fosse oferecido 50 mil reais mensais para entrar no seleto grupo dos corruptos, quantos de nós negaria?
Olhe com atenção para isso. Você não precisa dar satisfações para ninguém a respeito de suas conclusões não ser para si próprio/a.
Cure isso e estará curando o mundo.

Emocionalidade não tem
nada a ver com amor, pois o amor não é direcionado, por isso cuidado com pseudos amorosidades.
Muitos podem se sentir feridos com essas afirmações, mas não sou eu que estou ferindo, estou apenas traduzindo e clareando através do céu.
È necessário lembrar que somos privilegiados por fazer parte desse elenco nesse momento.
Quem aqui está é porque tem escopo para isso.

As mudanças são grandes e fortes, e quanto mais resistentes mais difícil será a passagem. Parar de se identificar com a dor dos outros dá um grande espaço de calma para lidarmos com as nossas questões sem julgamento.
É importante lembrar também que todo julgamento começa com o auto julgamento, portanto, observe e não se julgue. A Consciência é Luz que queima, assim que observamos de verdade aquele agregado psicológico se dissolve.

Toda a revolução começa no indivíduo.
Observe o Observador.
Ele não sente e não julga, apenas observa!

 

Por: Indumani Deva

https://www.facebook.com/maga.pierri

O Vitimismo e a Evolução Espiritual

vitimismo-600x350

Não se faça de vítima….
“Sou o patinho feio, ninguém cuida de mim”…….

O complexo de vítima – a mania de assumir, na vida, a postura de mártir sofredor – é uma das mais insidiosas e destrutivas patologias psicológicas. Os que caíram nas garras da autopiedade vão por aí, puxando a carroça dos seus sofrimentos quase sempre imaginários – mas não por isso menos reais – e provocando nos outros enfado e repulsa. Isso é muito triste, quando se sabe que tudo o que eles querem é exatamente o contrário: ganhar carinho e atenção.

O vitimismo é um poço de sentimentos negativos. Dele surge a tendência para culpar os outros (o pai, a mãe, os irmãos, a sociedade, a vida, o mundo, os maus fados, o destino) e fazer deles os responsáveis pelas nossas próprias mazelas. Dele surgem as couraças de autodefesa que não nos permitem relaxar e viver de modo saudável nossa relação com os outros e conosco mesmos. Dele vem a impressão sempre absurda e impossível de que não precisamos mudar. Os outros é que estão errados. Ele é a pior das cegueiras, pois destrói na pessoa a autocrítica, o discernimento e a capacidade de avaliação racional das situações.

Demônio de muitas faces, o vitimismo é mestre em matéria de distorção da realidade. Parente próximo da tristeza, quando ele possui uma pessoa coloca diante de seus olhos um filtro cinza e opaco que a impede de apreciar – e se deleitar – com as cores do mundo.

O vitimismo é doença precoce. A análise transacional – uma técnica de psicoterapia – ensina que uma criança, já nos primeiros anos de vida, e a partir do seu contato cotidiano com os adultos, decide qual das seguintes posições existenciais ela assumirá na vida:

Eu não estou ok, os outros estão.

Eu estou ok, os outros não estão.

Não estou ok, os outros também não.

Estou ok, os outros também estão.

Uma vez escolhida a posição, quando a criança cresce, ela será dominante no seu caráter, enquanto as outras, embora podendo coexistir, terão menor peso. Destaca-se que a atitude universal na primeira infância é a da “eu não estou ok, os outros estão”. Assim sendo, a pessoa poderá permanecer fixada nessa posição ou, segundo a educação recebida, passar a uma das outras três. Explicando melhor:

– “Eu não estou ok, os outros estão.” Essa pessoa se sente inferior aos outros e tenderá à depressão. Ela ainda permanece na mesma posição da sua primeira infância.

– “Eu estou ok, os outros não.” É a pessoa que culpa os outros pelas suas misérias. Essa posição costuma ser assumida pelas crianças maltratadas com brutalidade, que concluem: “Quando estou sozinho, estou muito bem. Não preciso de ninguém, deixem-me só.” Esta posição é, em geral, baseada no ódio, mesmo quando ele está bem camuflado. Desse grupo fazem parte, com freqüência, os delinqüentes, os fanáticos e os criminosos.

– “Eu não estou ok, os outros também não.” Essa pessoas não sente nenhum interesse pela vida. É abúlica e depressiva. É uma posição assumida por aqueles que não receberam suficiente calor e atenção nos primeiros anos e escolhe os amigos, o cônjuge, esperando que ele seja propenso a desempenhar o papel complementar.

NÃO SOMOS LIVRES como acreditamos ser. Quando se entende isso, fica evidente que a maior parte dos nossos atos e pensamentos não é tão livre de condicionamentos como gostamos de acreditar. Nossa certeza de sermos livres, de fazermos tudo aquilo que queremos, e quando queremos, é quase sempre uma ilusão. Quase todos, na verdade, carregamos dentro condicionamentos mais ou menos ocultos que, com freqüência, tornam difícil a manifestação de uma honestidade genuína, uma criatividade livre, uma intimidade simples e pura.

Posição existencial é, portanto, um papel que o indivíduo tenderá a representar ao longo da sua vida. É preciso sublinhar o fato de que todas as posições existenciais necessitam de pelo menos duas pessoas, cujos papéis combinem entre si. O algoz, por exemplo, não pode continuar a sê-lo sem ao menos uma vítima. A vítima procurará seu salvador e este último uma vítima para salvar.

O condicionamento para o desempenho de um dos papéis é bastante sorrateiro e trabalha de forma invisível. Esta é uma das causas principais da falência de algumas amizades ou casamentos, quando as pessoas interessadas não se ligaram a partir de uma simpatia genuína, mas sim com o objetivo de encontrar na outra pessoa um sujeito adequado para desempenhar algum papel complementar.

Se pararmos alguns instantes para considerar os casais que conhecemos, não será difícil encontrar entre eles a “menina” que casou com o “pai” (relação vítima-salvador) ou a mulher que se queixa continuamente do marido, mas nem sequer admite a idéia do divórcio (relação vítima- algoz).

Observemos, então, como vivemos e como a nossa presença influencia a vida daqueles que nos cercam. Somos sadios? Serenos? As pessoas ao nosso redor apreciam a nossa presença? Nosso cônjuge nos admira? Ele fala bem de nós? Nossos filhos nos consideram como amigos? Quantos amigos temos? Em quantas portas podemos bater no caso de uma situação grave?

SE NÃO FORMOS serenos e não tivermos amigos, tentemos considerar que, provavelmente, a nossa posição existencial e o papel que desempenhamos não são os melhores possíveis. Com efeito, se o fossem, teríamos serenidade, melhor saúde.

Fonte: Equipe da Revista Planeta.

A Perfeição do Universo e a Lei Cósmica

imagemlili

A perfeição do Universo é a própria Lei Cósmica em manifestação.

E nós muitas vezes, ainda que estejamos no caminho espiritual interpretamos ela de forma equivocada.

Por exemplo, se sempre que mudamos de emprego, ao chegar encontramos bagunça, confusão, brigas, ou qualquer que seja a situação que se repete em nossa caminhada, fiquemos alerta ao recado que o Universo está tentando nos passar…

É importante não cair na ilusão de que somos atraídos para esse “lugar/situação” comum para resolvermos, sermos os paladinos que leva a solução…

Não é sobre o outro, ou sobre o lugar, nunca é, é sempre sobre você…essa entropia que lhe atrai, é porque VOCÊ ainda não aprendeu a lição.

É porque VOCÊ ainda não conseguiu organizar sua vida, sua bagunça interior, ou da sua casa, que aliás fala muito sobre VOCÊ!

 

Por:  Lílian Ponte Silva

A Invasão Silenciosa – Por Emmanuel

12877_560746590612620_189396300_n

Na superfície da Terra, exatamente agora, há guerras e violência e tudo parece negro. Mas, simultaneamente, algo silencioso, calmo e oculto está acontecendo e certas pessoas estão sendo chamadas por uma Luz mais elevada. Uma revolução silenciosa está se instalando de dentro para fora. De baixo para cima. É uma operação global. Uma conspiração espiritual. Há células dessa operação em cada nação do planeta. Vocês não vão nos assistir na TV, nem ouvir nossas palavras nos rádios e nem ler sobre nós nos jornais. Não buscamos a glória. Não usamos uniformes. Nós chegamos em diversas formas e tamanhos diferentes. Temos costumes e cores diferentes. A maioria trabalha anonimamente. Silenciosamente trabalhamos fora de cena, em cada cultura e lugar do mundo. Nas grandes e pequenas cidades, em suas montanhas e vales. Nas fazendas, vilas, tribos e ilhas remotas. Você talvez cruze conosco nas ruas. E nem perceba… Seguimos disfarçados. Ficamos atrás da cena. E não nos importamos com quem ganha os louros do resultado, e sim, que se realize o trabalho. De vez em quando nos encontramos pelas ruas. Trocamos olhares de reconhecimento e seguimos nosso caminho. Durante o dia muitos se disfarçam em seus empregos normais. Mas a noite, por trás de nossas aparências, o verdadeiro trabalho se inicia. Alguns que conhecem o trabalho nos chamam de “O Exército da Consciência”. Lentamente estamos construindo um novo mundo, com o poder de nossos corações e mentes. Seguimos com alegria e paixão. Nossas ordens nos chegam da Inteligência Espiritual e Central. Estamos jogando bombas suaves de amor sem que ninguém note: poemas, abraços, músicas, fotos, filmes, palavras carinhosas, meditações e preces , danças, ativismo social, sites , blogs, atos de bondades. O mundo precisa de amor! Expressamo-nos de uma forma única e pessoal, com nossos talentos e dons. Sendo a mudança que queremos ver no mundo. Essa é a força que move nossos corações. Sabemos que essa é a única forma de conseguir realizar a transformação. Sabemos que no silêncio e humildade teremos o poder de todos os oceanos juntos. Nosso trabalho é lento e meticuloso. Como na formação das montanhas. O amor será a religião do século XXI. Sem pré-requisitos de grau de educação. Sem requisitar um conhecimento excepcional para a sua compreensão. Porque nasce da inteligência do coração, escondida pela eternidade no pulso evolucionário de todo ser humano. Seja a mudança que quer ver acontecer no mundo. Ninguém pode fazer esse trabalho por você. Nós estamos recrutando. Talvez você se junte a nós ou talvez já tenha se unido. Todos são bem-vindos. A porta está aberta!

Emmanuel

Via: @espiritualidadeefisicaquantica

HORÓSCOPO INDÍGENA – CONFIRA SUAS CARACTERÍSTICAS

xama

Dou-lhe a conhecer o horóscopo da tribo Tupi, oriunda do Brasil. Segundo as crenças dos indígenas, primeiro Deus criou os céus e a terra e depois criou o índio. Saiba, segundo a sua data de nascimento, qual a sua personalidade e a que elementos da natureza, água fogo, terra ou ar pertence.

Veado

De 1 a 31 de janeiro

Elemento: Fogo

A força deste signo está particularmente ligado ao Sol. É uma pessoa que nasceu para comandar e algumas das suas atitudes podem ser mal interpretadas, principalmente quando não consegue equilibrar o seu lado impulsivo com o seu lado mais calmo, que lhe é passado pela mansidão do veado. Na verdade, se dominar o lado mais tranquilo, é possível que se deixe abater pela fraqueza, o que pode torná-lo uma pessoa que pouco ou nada se consegue impor perante os outros. Porém, se dominar o extremo da força, também os outros o podem desprezar pelas suas atitudes de revolta, o que resultará inevitavelmente na solidão. Acabará por não conseguir ter ninguém do seu lado. Para que esta personalidade consiga atingir o equilíbrio, o ideal é não entrar em extremos e manter a natureza mansa do veado e a força do fogo. É um signo também muito ligado à maternidade e revolta-se muito com a maldade humana, estando sempre pronto para defender os mais desfavorecidos. Tem uma índole justa e tenta tornar-se, ao longo da vida, uma pessoa melhor.

Macaco

De 1 a 28 de fevereiro

Elemento: Terra

As pessoas nascidas sob a influência deste signo são verdadeiras forças da natureza, que tentam que o seu espírito se eleve em relação aos seus instintos do corpo físico. A luta entre um princípio superior sobre o inferior é uma luta constante, mas o seu grande objetivo é realmente a procura pela meta mais elevada. É um defensor inato do meio ambiente e da natureza, e quando define uma meta torna-se incansável até atingi-la. Quando as coisas não saem consoante os seus planos, pode tornar-se muito tenso e até mesmo nervoso, afastando algumas pessoas com uma maneira rude e desagradável. Poderá controlar esse feitio, se elevar a sua alma sempre aos assuntos espirituais, e manter os pés bem assentes na terra e a cabeça no ar. São pessoas com uma grande coragem, fiéis, sendo que a sua devoção a quem amam é incondicional.

Boto

De 1 a 31 de março

Elemento: Água

Embora o seu elemento seja a água, o boto Uauira está ligado ao Sol. Têm caraterísticas na sua personalidade muito inconstantes, pois tem uma atração fatal pela ondulação do mar, mas anseiam também ter os pés bem assentes na terra, o que as faz muitas vezes irem ao fundo com algumas escolhas que fazem para a sua vida. Mas como são extremamente enérgicas e dinâmicas, rapidamente dão a volta por cima, começando tudo de novo, se for necessário. São pessoas a quem se pode confiar um segredo, pois têm a grande capacidade de guardá-lo durante toda a vida. A sua inteligência, os seus valores morais, bem como a sua ética leva-os mais longe, mas também podem frustrar-se se não conseguirem atingir os seus objetivos com rapidez. Combinam muito bem com pessoas regidas pelo elemento terra, o que quer dizer que tanto pode fazer uma sociedade para a vida com elas ou ter uma relação amorosa muito duradoura.

Boitatá

De 1 a 30 de abril

Elemento: Ar

Estas pessoas são regidas pelo astro Sol, e portanto são dotadas de uma grande sabedoria e clareza de raciocínio. O símbolo que representa este signo é a cobra do grande fogo. Insurge-se contra as injustiças e o seu forte espírito afasta todos aqueles que lhe pretendam fazer mal. Tem uma personalidade um pouco misteriosa, e para além de serem muito inspiradas, adoram improvisar. Por norma, conseguem surpreender sempre aqueles que os rodeiam com as suas atitudes. Nada é previsível com as pessoas deste signo. Afastam-se sempre de discussões, e são capazes de se tornar os
piores inimigos se alguém os envolve em intrigas. São, porém, extremamente benevolentes, meigos e capazes de perdoar com alguma facilidade. A sua personalidade tem da parte do boto caraterísticas passivas, enquanto da parte da cobra recebem a força e o dinamismo que necessitam para vencer na vida.

Saci

De 1 a 31 de maio

Elemento: Terra

Para além de serem regidos pelo astro Lua, estas pessoas pertencem à mãe divina, a Deusa Jaci, ligada ao elemento água. Têm a plena consciência da sua força e estão atentas a todas adversidades da vida, sendo que dificilmente se deixam enganar pelos outros. Mesmo que pareçam um pouco distraídos, pois são muito brincalhões e um pouco irresponsáveis, os nativos do signo Saci não deixam escapar as oportunidades. Mesmo que os outros achem que ele não se importa com algo, a verdade é que ele luta até ao fim por aquilo em que acredita e que quer para a sua vida. É verdade que a lua lhes passa algum aspeto mais inconstante, mas são pessoas com os pés bem assentes na Terra e que sabem que só devem preocupar-se com aquilo que tem realmente importância. Gostam de mudanças, são aventureiros e correm sempre atrás de um sonho, de um ideal.

Urutau

De 1 a 30 junho

Elemento: Ar

Representados pelo Papagaio, o boca de fogo, as pessoas nascidas sob a influência deste signo têm como astro regente a lua, ligada ao elemento água. São apaixonados pelo mistério, pelo ocultismo e pela religião. Os outros sabem que podem obter os melhores conselhos por parte destas pessoas, pois as suas palavras são sempre sábias. No entanto, mantêm-se em silêncio até que lhe peçam a sua opinião. O seu lado mais introspetivo pode, porém, levá-los a correr atrás do nada, pois o seu elemento ar fá-los sonhar por ideais, muitas vezes, impossíveis de realizar. Mas segundo a lenda, o Urutau, a ave invisível da noite, progride enquanto os outros dormem, e é dessa forma que consegue alcançar os seus objetivos mais depressa do que os outros. É uma pessoa insistente e só desiste depois de muita luta.

Boiúna

De 1 a 31 de julho

Elemento: Água

A serpente negra aquática é o símbolo que representa este signo. São pessoas com uma força presente no meio onde vivem e têm uma personalidade muito ativa, sempre capaz de fazerem as coisas acontecer. Fiéis por natureza, jamais abandonam também, no meio do caminho, aqueles que lhe foram mais leais. Têm também um lado mais inconstante, querendo, muitas vezes, vencer na vida através da imposição, tendo alguma dificuldade em dar o braço a torcer. São mais frios e distantes do que, por exemplo, os signos regidos pelos elementos de Fogo e Terra. Não há dúvida, que muitas coisas acontecem devido à sua influência, principalmente porque conseguem ser muito dramáticas, puxando pela emoção dos outros para atingirem os seus intentos. Para alcançarem um equilíbrio devem juntar-se a pessoas cujo o signo seja do elemento Fogo e Terra. Dessa forma, conseguirão liderar sem passarem por cima de ninguém.

Passarinho

De 1 a 31 de agosto

Elemento: Fogo

Esta é uma pessoa que consegue ganhar facilmente a simpatia dos outros. Sabem ouvir como ninguém, e sentem que o seu grande objetivo na vida é estarem ali para quem precisa, e serem úteis aos outros. A generosidade é uma das suas melhores facetas, acreditando que os seus atos podem criar muitas coisas novas, bem como mudar destinos e melhorar a vida dos outros. São dotados de uma grande criatividade e originalidade, algo que lhes surge devido ao seu astro regente, a Lua. São portanto pessoas capazes de singrar facilmente no mundo das artes. São muito admiradas pelos outros e dificilmente viverão isoladas, pois os outros sentem necessidade de as ter perto de si. São extremamente sonhadores, e para se sentirem completos precisam juntar-se a pessoas com signos do elemento Terra e Ar. A sua busca infinita é pela beleza, pelo amor e pela fraternidade.

Sereia

De 1 a 30 de setembro

Elemento: Água

Estas pessoas são muito românticas e se há algo importante para elas é o amor. A busca pela alma gémea é uma das coisas mais importantes da sua vida. Embora estes nativos sejam regidos pelo elemento água, a sua cada astral é a Terra, o que os liga inevitavelmente à apreciação da beleza e os torna muito equilibrados. Os nativos de Sereia adoram viajar, descobrir novas culturas, mas são também muito ligados à família e ao seu lar. São muito sonhadores, dóceis e amorosos e sentem-se muito agarrados às memórias do passado, tendo alguma dificuldade em desligar-se de todas as lembranças. A sua existência é sempre pautada por uma grande dose de romantismo e têm o poder de despertar a simpatia nos outros. Extremamente dedicados àqueles que amam, estes nativos são também muito fiéis e representam a força do amor terreno.

Caititi

De 1 a 31 de outubro

Elemento: Terra

Representados pelo símbolo da Fada, estas pessoas têm a sua casa astral na Terra também. São muito racionais, que vão buscar todas as suas forças ao magnetismo da física. Têm um amor puro pelo próximo e são pessoas que dão muito, sem pedirem nada em troca, embora exijam que os outros sigam o caminho da honestidade para merecerem as suas dádivas. É fadada para dar alegria a todos e tem o dom da caridade. Tem também um grande senso de justiça e vive constantemente em busca dos seus próprios mistérios. Gostam de sonhar, mas o seu elemento terra não os deixa voar muito alto nem nadar para muito longe.

Boiarara

De 1 a 30 de novembro

Elemento: Fogo

O Dragão é o símbolo que representa este signo, que carateriza estes nativos com uma grande coragem e uma força magnética que energiza as emoções. Se por um lado, estas pessoas pensam muito com o coração, a verdade é que também, devido ao facto de pertencer à casa astral de Terra têm os pés assentes no chão. Embora apreciem a vida ativa, sentem que precisam conter os seus impulsos e poucas vezes se deixam levar pela imaginação. Têm uma personalidade muito espiritual e jamais admitem a derrota, não aceitando também a submissão. Sabem como ninguém honrar os seus compromissos.

Guanumbi

De 1 a 31 de dezembro

Elemento: Ar

O seu astro regente é o planeta Terra, que combinado com o seu elemento Ar lhe dá caraterísticas ligadas ao espírito, à imaginação, ao sonho, mas também à terra. É uma pessoa que tenta aproveitar todas as oportunidade que a vida lhe dá, escolhendo sempre para si tudo aquilo que é melhor. Dá portanto, alguma importância ao luxo, mas também não se esquece dos outros. Assim sendo, consegue dar aos outros o exemplo daquilo que é o mais correto e tem a função nesta vida de conduzir os outros para o descanso espiritual. É uma pessoa que dá muita importância à beleza, tem uma grande autoestima, e é sempre cordial e atenciosa. É simbolizado pela ave beija-flor.

___

Via: Consultório de Astrologia

Sintomas da Ascensão

lili
Hoje vou lhes falar um pouco mais destes sintomas desagradáveis que muitos vêm sentindo nos últimos tempos.
Vamos começar falando sobre a Kundalini.
Trata-se de uma energia primordial, que se encontra dormente, enrolada na base da espinha, num osso chamado sacro. Foi considerado em inúmeras culturas como sendo a sede de um poder especial, nutrindo a “árvore da vida” que todos nós possuímos.
O acesso a esta energia era o modo como se adquiria a sabedoria secreta dos povos antigos. A Kundalini representa uma energia que inicia no chacra básico, ou seja, a entrada energética na base da coluna, e que desliza por toda a espinha até chegar ao topo, no alto da cabeça, no chacra coronário. O movimento pelo Kundalini, pode trazer diversas emoções que devem ser sentidas e processadas. O processo da ascensão implica em vivenciar suas próprias emoções e não mais a de seu próximo, pois cada ser é responsável apenas por suas emoções, liberando todo o peso que não for seu.

De um tempo para cá, muitos de nós têm sentido dores por todo o corpo, sendo confundido com o quadro de fibromialgia, em muitos casos. Enquanto as novas formas orgânicas vão se formando, o antigo vai se deteriorando, num processo automatizado por nosso DNA, que também passa pela transformação. Para alguns que são sensíveis, esta pode ser uma experiência bem desconfortável, até que uma parte suficiente da forma tenha sido transmutada, ficando mais cristalina. As dores do corpo são referentes às regiões no corpo etérico que estão bloqueadas ou presas. O ato de movimentar a Kundalini ajuda em muito a aliviar estas dores, que irão diminuindo. Quanto mais elevado estiver este Kundalini, menos dores sentirão. Exercícios como ioga, meditação, cromoterapia, Reiki, ajudam muito este processo. Este desconforto é temporário, portanto, não se desesperem, ao contrário, elevem o pensamento que é esta a maior fonte de luz que podemos produzir.

Outro sintoma é o cansaço, a fadiga, que nos leva a dormir mais horas por noite, por exemplo, ou a ter sono repentinamente. Também é comum a insônia noturna, neste processo. Aconselho a darem a seu corpo o que ele precisa. A escolha pela ascensão é individual e espiritual, que faz uma verdadeira ressurreição do que estava doente na forma, ancorando um novo paradigma de uma nova consciência humana. Esse compromisso assumido conscientemente, pode fazer com que você coloque sua jornada espiritual acima de outras coisas tidas como importantes para vocês. Por exemplo, os que tiverem mais sono, trocarão suas noites de baladas por mais algumas horas de sono; os que têm vontade de trabalhar para o próximo, serão intimamente obrigados a tomar pulso desta missão, colocando outros valores em segundo lugar. Estes indivíduos terão consciência de que se comprometeram com o processo da ascensão e assim, podem suportar melhor estes sintomas. Muitas vezes o diagnóstico médico é da síndrome da fadiga crônica, isto porquê, cada vez que o corpo se eleva em vibração, ele requer mais energia “CHI” (energia vital) para suportar essas mudanças. Grandes fontes de energia CHI, são o Tai Chi ou Ioga, que ensinam a coletar energia CHI, fundamental para este momento. Outra boa dica, é caminhar no sol, ao ar livre, por uns 20 minutos. O sol reenergiza e contém a energia da 5ª dimensão, por isso ficar ao Sol, traz a sensação de estar fora do tempo.

Comam alimentos frescos, sempre que possível, pois são fontes de energia CHI.
Também é bom o uso de ervas em banhos e chás, de óleos essenciais e é aconselhável ingerir muita água.
Agora, aos meus amigos fumantes, eu peço que tentem eliminar esta dependência química, tão nefasta quanto o álcool e demais drogas: isto é fundamental.
Para que tenham noção do que falo, para o plano espiritual, os fumantes, os que ingerem carnes, álcool, sem falar nas demais drogas, ao chegarem por exemplo a um atendimento espiritual num centro, mostram uma camada de fuligem, uma grossa nuvem pegajosa que impede a entrada de fluidos benéficos. Imaginem para os médiuns e curadores de todo tipo que usam estas substâncias, o mal que repartem com seus “pseudo-beneficiados”! Além de não terem condições de se conectar com planos mais sutis, estando sujeitos a energias mais densas, o que passam para seus atendidos é energia densa e suja. Cuidado com o que colocam para dentro e para fora da boca, pois palavras, pensamentos e atos são energias poderosas que se perdem e duplicam no éter. Sejam responsáveis pelo bem ou mal que causam, sem usarem a desculpa de desconhecer as leis universais.
Outro aspecto que está ocorrendo, é o aparecimento de vírus na ascensão. À medida que as células são transmutadas no processo da ascensão, vírus podem vir à tona para serem limpos, podendo causar erupções maiores ou menores. Os vírus mais freqüentes neste processo são os responsáveis pela Herpes e pela Mononucleose.

Peço que não entrem em pânico, pois é passageiro. Para quem desenvolve técnicas energeticas de cura, que provocam uma limpeza no corpo nos primeiros 21 dias, estas erupções e outras formas de eliminação de toxinas serão maiores.
Funciona muito o uso de prata coloidal que mata vírus e bactérias. Também se recomenda o uso de ervas como valeriana e kava-kava, bem como banhos de ervas de proteção, como guiné, arruda, comigo-ninguém-pode, alecrim, sal grosso e espada de São Jorge.

Os suores noturnos e ondas de calor durante o sono, que mesmo em noites frias nos fazem acordar suando ou ter calores repentinos durante o dia, se deve ao fato do Kundalini estar se movimentando, o que é ótimo, embora desagradável.
O desejo insaciável de gordura e açúcar, em especial chocolate, se deve ao fato que a ascensão requer nutrientes específicos em cada fase do processo. É comum as pessoas estarem ingerindo mais massas e chocolates e estarem emagrecendo, pois a queima de calorias é enorme neste processo. À medida que a forma é alterada passando para uma forma mais cristalina, as células recebem uma camada de gordura que é baseada em colesterol, que sustentará uma vibração mais elevada que a proteína, a qual, no atual corpo, sustenta as paredes ou membranas celulares. Entretanto, algumas pessoas estão ganhando peso sem causa aparente, o que também faz parte desta mudança orgânica, pelo desajuste entre matéria e energia.

Inchaço e necessidade de sal, ocorre quando se está em ascensão, não provocando pressão alta nem doenças cardíacas, mas cria inchaço por reter líquidos, que se deve ao desequilíbrio de sódio e potássio. Isso se deve ao que as novas células cristalinas têm mais sal ou cloreto de potássio, provocando, eventualmente, a necessidade de ingerir mais sal. Não usem diuréticos e sim tomem muito líquido para retirar o potássio do organismo.
Como as células cristalinas trazem uma alteração na cadeia de aminoácidos, ocorre um desejo enorme de ingerir proteína.
Lembrem-se sempre de ingerir alimentos frescos.
Nosso corpo está sofrendo uma grande desintoxicação. As toxinas são liberadas por glândulas sudoríparas, por poros da pele e filtradas pelos rins, fígado ou intestino. Portanto, se tiverem certa sensibilidade nesse órgãos, não se assustem, pois a ascensão faz com que estes órgãos aumentem sua capacidade de funcionamento.
Vocês podem ajudar a desintoxicar o organismo comendo mais frutas, alimentos frescos em geral, bebendo mais água, realizando caminhadas leves, tomando banhos de sol, de ervas e sais.

A Terra como organismo vivo que é, passa pelo mesmo processo de ascensão. Em julho, a partir do dia 31, quando ocorre a reunião do Tribunal Cármico, começa este grande impulso da Terra rumo à elevação de freqüência e durará até o final de setembro, quando haverá uma grande reunião de Mestres Universais que assistem a evolução humana.
Acontecerão mudanças globais, principalmente nas áreas em que as vibrações se tornaram extremamente tóxicas.
A raça humana será purificada: é apenas uma questão de tempo. Então, vamos nos esforçar para estarmos entre os primeiros a desfrutarem deste novo paradigma planetário.

Muita Luz!

Por:  Vera Helena Tanze – vhct@uol.com.br

O AMOR EM TEMPOS DE ASCENSÃO PLANETÁRIA

1929918_996501680392860_4515162303355603076_n

O AMOR EM SEUS REGISTROS AKASHICOS NO DNA

Os relacionamentos estão tendo uma dose extra de desafios em Abril,
Em seu DNA se encontram os vastos registros akashicos da jornada de sua alma ao longo do tempo. Eventos, crenças, padrões, qualidades, talentos e tendências principais estão lá registrados. Lembranças e lições de relacionamentos estão lá também, além de votos e acordos feitos com os entes queridos ao longo do tempo.

Os relacionamentos são catalisadores para o crescimento pessoal e a iluminação. Velhos padrões disfuncionais ao nível do DNA, baseados no medo.

Na essência de todos os seres está o amor e a capacidade de amar sem condições. Para acessar plenamente este amor e tê-lo refletido de forma consistente para você nos relacionamentos amorosos, os padrões disfuncionais ao nível do DNA devem ser abordados à medida que surgirem.

Todos os têm. Quando eles vêm à tona, eles atuam nos relacionamentos. Estes padrões no inconsciente não podem ser acessados pela mente, ou compreendidos com a consciência. É por isto que até mesmo os curadores e praticantes espirituais chegam até um terapeuta de cura ao nível do DNA confiável e habilidoso para identificar corretamente os padrões de cura e as suas causas.

Os ciclos de energia são susceptíveis de estimular mais do que a quantidade usual de causas emocionais nos relacionamentos.

Você e os seus entes queridos podem estar mais sensíveis do que o habitual, por exemplo, de modo que os eventos podem ser ampliados. Quando isto acontece, outro nível profundo de condicionamento inconsciente ao nível do DNA poderia se manifestar e começar a atuar. Palavras ásperas podem ser ditas. Ações irrevogáveis podem ser empreendidas em tal ciclo.

VENDO O TUMULTO NO RELACIONAMENTO COM COMPAIXÃO

Ao saber que temos esta energia se revelando, considere as seguintes sugestões que podem ajuda-lo a ver o tumulto em seu relacionamento com compaixão e compreensão.

EM PRIMEIRO LUGAR, faça o melhor para permanecer positivo e manter a sua frequência elevada. Ainda que você tenha palavras ásperas com um ente querido, não se permita fazer julgamentos rápidos sobre o que significam as palavras. Evite ultimatos e pensamentos rígidos.

Você, e, talvez, o seu ente querido, podem simplesmente estar tendo uma crise que nada tem a ver com o amor que vocês compartilham. Isto é um sinal de que há uma ligação fraca em algum lugar – é bem provável que seja um antigo padrão não resolvido ao nível do DNA que precisa ser observado e curado.

Com esta visão mais elevada, é mais fácil para você evitar assumir as coisas pessoalmente. Além disto, você tem menos probabilidade de reagir, dizer ou fazer algo do que se arrependa mais tarde. Respire. Dê espaço.

EM SEGUNDO LUGAR, uma vez que temos um Mercúrio Retrógrado desde 9 de Abril, use este tempo para iniciar um nível mais profundo de exploração dos bloqueios com os relacionamentos amorosos ao nível do DNA. Estes bloqueios não se manifestam de uma só vez, Graças a Deus, mas em fases ao longo do tempo, enquanto os eventos da vida se revelam.

Os retrógrados são realmente momentos perfeitos para se interiorizar e se concentrar na cura dos relacionamentos principais. Eu recomendo que comece com você, como um ponto de referência, concentrando-se no que poderia estar bloqueando a manifestação de um parceiro amoroso, ou um ambiente de trabalho harmonioso com outros que o aceitem e valorizem os seus dons.

Em conjunto com isto, tenha a intenção de perceber que relacionamento atual está agitando mais angústia em você. Pergunte-se: “Na recente discussão ou situação com X, qual era o meu medo principal?” Esta investigação pode ser frutífera agora.

EM TERCEIRO LUGAR, siga com gentileza com você e os outros. A mudança não pode e nem deve ser forçada, e ela não precisa ser estressante. As atuais energias planetárias podem, às vezes, parecer como raios, ou simplesmente, um grande empurrão por trás. Este tipo de energia o impulsiona a mudar algo em sua vida.

Para se mover através da mudança da maneira mais elevada, você precisará ficar em seu coração, permanecer positivo, e estar disposto a assumir riscos. Dependendo do que você precise mudar, o risco poderia parecer uma destas opções:

1 – Perguntar o que você precisa.
2 – Estabelecer limites amorosos
3 – Reavaliar o que você realmente valoriza.
4 – Enfrentar um padrão habitual disfuncional que você aprendeu com os cuidadores.
5 – Ser honesto com você mesmo sobre quem você está permitindo que drene a sua energia.

Pense neste ciclo como outro chamado do universo para fazer uma grande revisão do seu modo de ser, maneira de pensar, e o modo de operar no mundo. Convide a sua sabedoria interior para lhe dar empurrões para ajuda-lo a aprender com os relacionamentos.

Peça que lhe seja mostrado como ser mais amoroso e como experienciar mais amor com os outros. Confie que você está codificado para amar e que a cada relacionamento você pode aprender a incorporar mais plenamente o amor que você é.

Namastê.

VIA: Anjo da Luz – https://www.facebook.com/anjo.luz.consulta