Lua Cheia de morango (09/06), rara em Sagitário, desperta energia de cura para nossas feridas mais profundas…

lua de morango

 

No dia 9 de junho, veremos um tipo especial de lua cheia que acontece apenas uma vez por ano: a Minilua, ou a lua cheia que aparece em tamanho um pouco menor do que o habitual.

Esta lua é chamada entre os colonos europeus das Américas de Lua Rosa. Os povos de língua celta a chamavam de Lua dos Cavalos.

E alguns norte-americanos chamam essa lua de Lua de Morango, pois é em junho que os morangos selvagens nativos das Américas amadurecem nessa região.

Então, o que essa poderosa lua cheia reserva para você neste mês?

Esta  minilua de morangos indica um ponto de mudança ou uma pequena crise envolvendo seus relacionamentos ou finanças. Continua um processo de transformação que você iniciou nas últimas duas semanas. Esta é uma lua cheia para transformar e curar a devastadora dor de doenças, corações partidos, lares destruídas e dívidas financeiras acumuladas.

Esta Lua cheia em Sagitário traz ansiedade, perda de energia, perversão e malícia. Com a Lua, esta estrela também traz segredos, ciúmes e problemas com parentes.

Forças opostas ou polaridades em sua vida estão ganhando reconhecimento. isto pode incluir ego vs emoções, seu trabalho vs casa, ou o que você precisa contra o que você deseja. A tensão interna e as pressões externas podem levar a conflitos pessoais e crises que drenam sua energia.

As qualidades lunares de emoções e instintos atingem seu pico em plena lua. Use sua força emocional e intuição para superar quaisquer desafios. A consciência subconsciente permite um olhar imparcial e equilibrado em seus relacionamentos pessoais. Você verá claramente qualquer dinâmica do relacionamento ou sentimentos negativos que causam desarmonia.

Todas essas emoções chegando à superfície podem fazer com que você queira salvar-se ou, na maioria dos casos, quando vê os problemas de outros surgirem, salvá-los.

No entanto, aqueles atraídos por esta lua cheia devem ter cuidado, para não desenvolverem um complexo de salvador. Quando isso acontece, podemos ser sufocados ou sufocar aqueles ao nosso redor.

Um relacionamento saudável pode sofrer alguns momentos desconfortáveis, mas continua evoluindo cada vez mais. Relações insatisfatórias podem sofrer de deslealdade ou outras formas ou desrespeito. Tentar satisfazer sua necessidade de intimidade com um estranho só causaria problemas por causa de descuido e padrões baixos.

Autodisciplina e maturidade emocional irão ajudá-lo. Tente superar sentimentos de culpa pelo passado. A exposição de vulnerabilidades emocionais e a abertura para os entes queridos, permitirão fortalecer o vínculo que você precisa para superar a crise.

As luas cheias tendem a nos fazer liberar coisas de nossas vidas, então, precisamos ter certeza de que estamos no controle disso, e que ninguém está nos forçando!

Às vezes, podemos deixar de lado coisas e nos arrependermos mais tarde, devido a emoções acumuladas e reações impulsivas.

Esta ferida da lua cheia pode aparecer onde nos sentimos cicatrizados, traídos ou marcados. A ferida pode vir de escândalos familiares, um problema com herança ou um traço ancestral indesejável.

A evolução positiva do karma e da alma virá da transformação e da cura que você completará nas próximas duas semanas.

____

Fonte: Mystical Raven

Os 4 Estágios do Despertar Espiritual

24

Estágio 1 – Despertar

É aqui que tudo começa. E não, não foi um acidente. Sua alma planejou exatamente o que estava fazendo antes de chegar aqui – está acontecendo por um motivo.

Grandes quocientes de energia começam a inundar seu sistema. Os centros psíquicos são abertos (geralmente bastante abruptamente) e, de repente, você sente, vê ou ouve coisas que não conhecia antes. Seus sentimentos psíquicos são muito mais agudos – você pode até começar a ter experiências espirituais ou sensações poderosas, e sentir-se-á mais sensível do que o habitual.

Devido ao aumento desses sentidos psíquicos, você provavelmente sentirá a necessidade de recuar –  afastar-se de pessoas, lugares e coisas. Você vai querer hibernar. Isso é inteiramente natural.


Estágio 2 – Cura

Agora, o seu sistema está seriamente online. A energia é conduzida através do sistema chakral. O objetivo é desalojar a antiga “sujeira” da vida, que bloqueia essa energia fluindo suavemente em seu sistema (dando-lhe uma conexão mais pura com a fonte).

Há emoções antigas, dores de coração e trauma de tempos de vida passados ​​que nossa alma precisa curar. É por isso que nossos sentidos psíquicos tiveram que ser tão elevados – para que possamos aproveitar a informação de nossas vidas passadas e nos conscientizarmos disso.

Durante esta fase, você estará profundamente emocional. Suas emoções mudarão fortemente. Você pode sentir que não tem controle sobre quando, onde ou com que força elas aparecem.

Pode ser realmente difícil. E se você tentar se esconder, o universo fará com que as pessoas se movam para desencadear as emoções que precisam ser curadas. As coisas ficarão realmente sincronizadas e, provavelmente, bastante confusas, mas esta etapa passará. E a boa notícia é que, uma vez que essas questões estiverem resolvidas, será para sempre. Elas serão curadas e limpas no nível da alma, e você provavelmente nunca mais as sentirá da mesma maneira novamente.

Estágio 3 – Propósito de vida

Quando você chegar aqui,  sentir-se-á inspirado, criativo, cheio de ideias e equipado com um senso interno de dever em ajudar ou servir de alguma forma. No entanto, é provável que pequenas dificuldades apareçam, à medida em que você se direcionar  para um novo projeto – o que, provavelmente, é um território totalmente novo. Às vezes, nesta fase, você recebe uma pequena segunda onda do tópico anterior. O universo está certificando de que todas essas questões desapareceram para sempre. Você pode encontrar alguns padrões, problemas ou dores antigas novamente. E quando o fizer, provavelmente, sentir-se-á exasperado e irritado, perguntando-se se realmente fez algum progresso. Mas isso acontece para que você esclareça todo o remanescente dessa baixa autoestima, solidão ou ansiedade. Você finalmente estará livre disso!

Esse momento pode ser um pouco nervoso, enquanto você entra em uma causa, uma nova carreira ou em algo que mais te complete. Pode parecer estranho tentar algo e fazer bem, ou encontrar seu espaço no mundo. Permita-se perceber que tudo está bem. Você está seguro e orientado, enquanto tenta coisas novas e encontra formas de viver que realmente expressam quem você realmente é.

Estágio 4 – Divindade

É nessa fase que a maioria das pessoas irá dizer-lhe que você alcançou o status de guru. A Divindade é sobre ser tão claro sobre dores e crenças antigas, e pressupostos negativos sobre a vida, que você se torna verdadeiramente puro em sua energia. Você é verdadeiro em quem realmente é. Você está em sua divindade porque removeu e limpou tudo o que NÃO é quem você é. Tudo o que resta é um diamante polido.

Você sempre foi divino – não importa onde esteja nessas etapas, você ainda é divino – é simplesmente mais fácil ver essa beleza e autenticidade no topo (e torna suas habilidades psíquicas muito mais precisas também!). Suas interações com outros são claras e genuínas. Você alcança um novo nível de liberdade, porque não está mais vinculado às crenças que uma vez o limitaram. Você pode acabar como um guru. Pode andar de pés descalços em praias de areia, abençoar outros com um tapinha gentil na cabeça, ou pode ser uma pessoa normal, alinhada com o propósito de sua vida, aproveitando o sol em um churrasco familiar – totalmente presente, estável e fundamentado no momento.

____

Fonte: Mystical Raven

O Vitimismo e a Evolução Espiritual

vitimismo-600x350

Não se faça de vítima….
“Sou o patinho feio, ninguém cuida de mim”…….

O complexo de vítima – a mania de assumir, na vida, a postura de mártir sofredor – é uma das mais insidiosas e destrutivas patologias psicológicas. Os que caíram nas garras da autopiedade vão por aí, puxando a carroça dos seus sofrimentos quase sempre imaginários – mas não por isso menos reais – e provocando nos outros enfado e repulsa. Isso é muito triste, quando se sabe que tudo o que eles querem é exatamente o contrário: ganhar carinho e atenção.

O vitimismo é um poço de sentimentos negativos. Dele surge a tendência para culpar os outros (o pai, a mãe, os irmãos, a sociedade, a vida, o mundo, os maus fados, o destino) e fazer deles os responsáveis pelas nossas próprias mazelas. Dele surgem as couraças de autodefesa que não nos permitem relaxar e viver de modo saudável nossa relação com os outros e conosco mesmos. Dele vem a impressão sempre absurda e impossível de que não precisamos mudar. Os outros é que estão errados. Ele é a pior das cegueiras, pois destrói na pessoa a autocrítica, o discernimento e a capacidade de avaliação racional das situações.

Demônio de muitas faces, o vitimismo é mestre em matéria de distorção da realidade. Parente próximo da tristeza, quando ele possui uma pessoa coloca diante de seus olhos um filtro cinza e opaco que a impede de apreciar – e se deleitar – com as cores do mundo.

O vitimismo é doença precoce. A análise transacional – uma técnica de psicoterapia – ensina que uma criança, já nos primeiros anos de vida, e a partir do seu contato cotidiano com os adultos, decide qual das seguintes posições existenciais ela assumirá na vida:

Eu não estou ok, os outros estão.

Eu estou ok, os outros não estão.

Não estou ok, os outros também não.

Estou ok, os outros também estão.

Uma vez escolhida a posição, quando a criança cresce, ela será dominante no seu caráter, enquanto as outras, embora podendo coexistir, terão menor peso. Destaca-se que a atitude universal na primeira infância é a da “eu não estou ok, os outros estão”. Assim sendo, a pessoa poderá permanecer fixada nessa posição ou, segundo a educação recebida, passar a uma das outras três. Explicando melhor:

– “Eu não estou ok, os outros estão.” Essa pessoa se sente inferior aos outros e tenderá à depressão. Ela ainda permanece na mesma posição da sua primeira infância.

– “Eu estou ok, os outros não.” É a pessoa que culpa os outros pelas suas misérias. Essa posição costuma ser assumida pelas crianças maltratadas com brutalidade, que concluem: “Quando estou sozinho, estou muito bem. Não preciso de ninguém, deixem-me só.” Esta posição é, em geral, baseada no ódio, mesmo quando ele está bem camuflado. Desse grupo fazem parte, com freqüência, os delinqüentes, os fanáticos e os criminosos.

– “Eu não estou ok, os outros também não.” Essa pessoas não sente nenhum interesse pela vida. É abúlica e depressiva. É uma posição assumida por aqueles que não receberam suficiente calor e atenção nos primeiros anos e escolhe os amigos, o cônjuge, esperando que ele seja propenso a desempenhar o papel complementar.

NÃO SOMOS LIVRES como acreditamos ser. Quando se entende isso, fica evidente que a maior parte dos nossos atos e pensamentos não é tão livre de condicionamentos como gostamos de acreditar. Nossa certeza de sermos livres, de fazermos tudo aquilo que queremos, e quando queremos, é quase sempre uma ilusão. Quase todos, na verdade, carregamos dentro condicionamentos mais ou menos ocultos que, com freqüência, tornam difícil a manifestação de uma honestidade genuína, uma criatividade livre, uma intimidade simples e pura.

Posição existencial é, portanto, um papel que o indivíduo tenderá a representar ao longo da sua vida. É preciso sublinhar o fato de que todas as posições existenciais necessitam de pelo menos duas pessoas, cujos papéis combinem entre si. O algoz, por exemplo, não pode continuar a sê-lo sem ao menos uma vítima. A vítima procurará seu salvador e este último uma vítima para salvar.

O condicionamento para o desempenho de um dos papéis é bastante sorrateiro e trabalha de forma invisível. Esta é uma das causas principais da falência de algumas amizades ou casamentos, quando as pessoas interessadas não se ligaram a partir de uma simpatia genuína, mas sim com o objetivo de encontrar na outra pessoa um sujeito adequado para desempenhar algum papel complementar.

Se pararmos alguns instantes para considerar os casais que conhecemos, não será difícil encontrar entre eles a “menina” que casou com o “pai” (relação vítima-salvador) ou a mulher que se queixa continuamente do marido, mas nem sequer admite a idéia do divórcio (relação vítima- algoz).

Observemos, então, como vivemos e como a nossa presença influencia a vida daqueles que nos cercam. Somos sadios? Serenos? As pessoas ao nosso redor apreciam a nossa presença? Nosso cônjuge nos admira? Ele fala bem de nós? Nossos filhos nos consideram como amigos? Quantos amigos temos? Em quantas portas podemos bater no caso de uma situação grave?

SE NÃO FORMOS serenos e não tivermos amigos, tentemos considerar que, provavelmente, a nossa posição existencial e o papel que desempenhamos não são os melhores possíveis. Com efeito, se o fossem, teríamos serenidade, melhor saúde.

Fonte: Equipe da Revista Planeta.

Sintomas da Ascensão

lili
Hoje vou lhes falar um pouco mais destes sintomas desagradáveis que muitos vêm sentindo nos últimos tempos.
Vamos começar falando sobre a Kundalini.
Trata-se de uma energia primordial, que se encontra dormente, enrolada na base da espinha, num osso chamado sacro. Foi considerado em inúmeras culturas como sendo a sede de um poder especial, nutrindo a “árvore da vida” que todos nós possuímos.
O acesso a esta energia era o modo como se adquiria a sabedoria secreta dos povos antigos. A Kundalini representa uma energia que inicia no chacra básico, ou seja, a entrada energética na base da coluna, e que desliza por toda a espinha até chegar ao topo, no alto da cabeça, no chacra coronário. O movimento pelo Kundalini, pode trazer diversas emoções que devem ser sentidas e processadas. O processo da ascensão implica em vivenciar suas próprias emoções e não mais a de seu próximo, pois cada ser é responsável apenas por suas emoções, liberando todo o peso que não for seu.

De um tempo para cá, muitos de nós têm sentido dores por todo o corpo, sendo confundido com o quadro de fibromialgia, em muitos casos. Enquanto as novas formas orgânicas vão se formando, o antigo vai se deteriorando, num processo automatizado por nosso DNA, que também passa pela transformação. Para alguns que são sensíveis, esta pode ser uma experiência bem desconfortável, até que uma parte suficiente da forma tenha sido transmutada, ficando mais cristalina. As dores do corpo são referentes às regiões no corpo etérico que estão bloqueadas ou presas. O ato de movimentar a Kundalini ajuda em muito a aliviar estas dores, que irão diminuindo. Quanto mais elevado estiver este Kundalini, menos dores sentirão. Exercícios como ioga, meditação, cromoterapia, Reiki, ajudam muito este processo. Este desconforto é temporário, portanto, não se desesperem, ao contrário, elevem o pensamento que é esta a maior fonte de luz que podemos produzir.

Outro sintoma é o cansaço, a fadiga, que nos leva a dormir mais horas por noite, por exemplo, ou a ter sono repentinamente. Também é comum a insônia noturna, neste processo. Aconselho a darem a seu corpo o que ele precisa. A escolha pela ascensão é individual e espiritual, que faz uma verdadeira ressurreição do que estava doente na forma, ancorando um novo paradigma de uma nova consciência humana. Esse compromisso assumido conscientemente, pode fazer com que você coloque sua jornada espiritual acima de outras coisas tidas como importantes para vocês. Por exemplo, os que tiverem mais sono, trocarão suas noites de baladas por mais algumas horas de sono; os que têm vontade de trabalhar para o próximo, serão intimamente obrigados a tomar pulso desta missão, colocando outros valores em segundo lugar. Estes indivíduos terão consciência de que se comprometeram com o processo da ascensão e assim, podem suportar melhor estes sintomas. Muitas vezes o diagnóstico médico é da síndrome da fadiga crônica, isto porquê, cada vez que o corpo se eleva em vibração, ele requer mais energia “CHI” (energia vital) para suportar essas mudanças. Grandes fontes de energia CHI, são o Tai Chi ou Ioga, que ensinam a coletar energia CHI, fundamental para este momento. Outra boa dica, é caminhar no sol, ao ar livre, por uns 20 minutos. O sol reenergiza e contém a energia da 5ª dimensão, por isso ficar ao Sol, traz a sensação de estar fora do tempo.

Comam alimentos frescos, sempre que possível, pois são fontes de energia CHI.
Também é bom o uso de ervas em banhos e chás, de óleos essenciais e é aconselhável ingerir muita água.
Agora, aos meus amigos fumantes, eu peço que tentem eliminar esta dependência química, tão nefasta quanto o álcool e demais drogas: isto é fundamental.
Para que tenham noção do que falo, para o plano espiritual, os fumantes, os que ingerem carnes, álcool, sem falar nas demais drogas, ao chegarem por exemplo a um atendimento espiritual num centro, mostram uma camada de fuligem, uma grossa nuvem pegajosa que impede a entrada de fluidos benéficos. Imaginem para os médiuns e curadores de todo tipo que usam estas substâncias, o mal que repartem com seus “pseudo-beneficiados”! Além de não terem condições de se conectar com planos mais sutis, estando sujeitos a energias mais densas, o que passam para seus atendidos é energia densa e suja. Cuidado com o que colocam para dentro e para fora da boca, pois palavras, pensamentos e atos são energias poderosas que se perdem e duplicam no éter. Sejam responsáveis pelo bem ou mal que causam, sem usarem a desculpa de desconhecer as leis universais.
Outro aspecto que está ocorrendo, é o aparecimento de vírus na ascensão. À medida que as células são transmutadas no processo da ascensão, vírus podem vir à tona para serem limpos, podendo causar erupções maiores ou menores. Os vírus mais freqüentes neste processo são os responsáveis pela Herpes e pela Mononucleose.

Peço que não entrem em pânico, pois é passageiro. Para quem desenvolve técnicas energeticas de cura, que provocam uma limpeza no corpo nos primeiros 21 dias, estas erupções e outras formas de eliminação de toxinas serão maiores.
Funciona muito o uso de prata coloidal que mata vírus e bactérias. Também se recomenda o uso de ervas como valeriana e kava-kava, bem como banhos de ervas de proteção, como guiné, arruda, comigo-ninguém-pode, alecrim, sal grosso e espada de São Jorge.

Os suores noturnos e ondas de calor durante o sono, que mesmo em noites frias nos fazem acordar suando ou ter calores repentinos durante o dia, se deve ao fato do Kundalini estar se movimentando, o que é ótimo, embora desagradável.
O desejo insaciável de gordura e açúcar, em especial chocolate, se deve ao fato que a ascensão requer nutrientes específicos em cada fase do processo. É comum as pessoas estarem ingerindo mais massas e chocolates e estarem emagrecendo, pois a queima de calorias é enorme neste processo. À medida que a forma é alterada passando para uma forma mais cristalina, as células recebem uma camada de gordura que é baseada em colesterol, que sustentará uma vibração mais elevada que a proteína, a qual, no atual corpo, sustenta as paredes ou membranas celulares. Entretanto, algumas pessoas estão ganhando peso sem causa aparente, o que também faz parte desta mudança orgânica, pelo desajuste entre matéria e energia.

Inchaço e necessidade de sal, ocorre quando se está em ascensão, não provocando pressão alta nem doenças cardíacas, mas cria inchaço por reter líquidos, que se deve ao desequilíbrio de sódio e potássio. Isso se deve ao que as novas células cristalinas têm mais sal ou cloreto de potássio, provocando, eventualmente, a necessidade de ingerir mais sal. Não usem diuréticos e sim tomem muito líquido para retirar o potássio do organismo.
Como as células cristalinas trazem uma alteração na cadeia de aminoácidos, ocorre um desejo enorme de ingerir proteína.
Lembrem-se sempre de ingerir alimentos frescos.
Nosso corpo está sofrendo uma grande desintoxicação. As toxinas são liberadas por glândulas sudoríparas, por poros da pele e filtradas pelos rins, fígado ou intestino. Portanto, se tiverem certa sensibilidade nesse órgãos, não se assustem, pois a ascensão faz com que estes órgãos aumentem sua capacidade de funcionamento.
Vocês podem ajudar a desintoxicar o organismo comendo mais frutas, alimentos frescos em geral, bebendo mais água, realizando caminhadas leves, tomando banhos de sol, de ervas e sais.

A Terra como organismo vivo que é, passa pelo mesmo processo de ascensão. Em julho, a partir do dia 31, quando ocorre a reunião do Tribunal Cármico, começa este grande impulso da Terra rumo à elevação de freqüência e durará até o final de setembro, quando haverá uma grande reunião de Mestres Universais que assistem a evolução humana.
Acontecerão mudanças globais, principalmente nas áreas em que as vibrações se tornaram extremamente tóxicas.
A raça humana será purificada: é apenas uma questão de tempo. Então, vamos nos esforçar para estarmos entre os primeiros a desfrutarem deste novo paradigma planetário.

Muita Luz!

Por:  Vera Helena Tanze – vhct@uol.com.br

A DANÇA DA VIDA

danca-da-vida-cr

Goethe já afirmava que aquilo que nutrimos dentro de nós, cresce. Esta é uma Lei eterna da natureza. Logo, as circunstancias as quais nos encontramos, são meramente causais.

Nada ocorre sem que tenhamos contribuído, ainda que de forma inconsciente.

Queremos desapegar da ideia de castigo, mas não queremos ter responsabilidade de assumir as consequências das nossas atitudes, e a equação é simples, toda ação provoca uma reação.

E viver fugindo do “castigo”, é viver sob o domínio do medo de ser castigado.

Para evoluirmos como seres espirituais (que somos), é imprescindível fazermos uma reforma íntima, e não existe outra forma de fazê-la, que não seja pelo auto conhecimento.

Mas existe uma força criadora, a inteligência suprema, a causa primária de todas as coisas, que é Deus.E esse Deus é justo, e é professor.

Deus não está num trono com um chicote, Deus é amor, ele nos criou a sua imagem e semelhança, logo, somos Deuses, sendo assim, criamos nossa realidade.

Ganhamos o livre arbítrio, e temos plenas condições de nos trabalhar intimamente e sermos seres humanos maravilhosos, compassivos e amorosos.

Somos perfeitos, temos nosso coração que é fonte de imensa sabedoria, que nos guia através da intuição, somos divinos!

Temos essa força criadora e perfeita dentro de nós, um Deus que é amoroso, e nos dá inúmerasoportunidades de sermos divinos, e de despertar consciência.

E esses castigos, e punições que nos fazem acreditar que vem da força divina, na verdade resultam das nossas atitudes inconscientes, ou de algo externo, mas que invariavelmente vem de nós mesmos, nada é casual, e sim causal.

Nós criamos nossos infernos, e o “castigo” nada mais é do que o fluxo da eterna colheita, pois o universo é perfeito.

E todos os acontecimentos de nossas vidas, estão a serviço do nosso aprimoramento, portanto, nenhuma experiência é ruim, ela é apenas um reflexo dos nossos mundos internos.

E se estamos adormecidos a ponto de não ouvirmos nossa intuição, me perece lógico que vamos nos equivocar, que vamos nos influenciar pelo externo, por energias erradas.

E o (nosso) fluxo vai nos encaminhar para a confusão, para o emaranhado de figurais mentais negativas, onde tudo é denso e sofrido.

Contudo, se estivermos alerta, vamos nos perguntar: por que isso está acontecendo? o que eu necessito aprender?

Assim, passamos a perceber que todas as situações que julgamos ruins, sempre tem um grande teor de aprendizado, e elas estão a serviço do nosso aprimoramento.

Não existe castigo, e sim a dança da vida que tenta nos ensinar os passos certos.

 

Líli Ponte

https://www.facebook.com/lili.ponte

2017 – O Ano da Grande Iniciação

intentiongr

A influência da vibração do ano de 2017 gerará fenômenos além de nossa percepção consciente, mas que, no entanto ressoará em cada um de nós, ou seja, ela ecoará e influenciará alguma coisa em nossa psique ou mundo interior. Esta influencia fará com que desperte a nossa luz interior. Será o ano da clarividência e a fonte de todos os presentes! A nossa luz interior, nossas inspirações, nossos talentos interiores, nosso guia interior…

2017 mostrará dois caminhos. O caminho do espírito e o caminho da matéria. Ou se escolherá optar por concentrar seu destino em prazeres materiais e ambição pessoal ou pelo desenvolvimento pessoal e espiritual. Cada um terá o livre arbítrio de optar pelo caminho em que escolher trilhar e assumirá a sua escolha. Mesmo que não esteja consciente desta escolha cada um o fará. O ser humano a partir de agora deverá aprender a agir de acordo com sua vontade sobre a forma de sua existência.

O ano de 2017 trará para os que estiverem preparados e despertos a possibilidade única da unificação da consciência, ou seja, cada parcela de alma reencarnada nesta terceira dimensão terá a oportunidade de se unificar com todos os seus “eus paralelos” vivendo em outras realidades tridimensionais tornando-se unificado com a sua essência monádica. Ano de revelações.

Para estes seres despertos será um ano de grande poder e de conexão com seres de hierarquias superiores.   Será o ano da unificação com a alma e o Eu Superior. Os seres que passarem por esta iniciação estarão direcionando a espiritualidade na Terra nos próximos anos e ajudando no processo de limpeza energética definitiva que dará início no ano de 2018. O Iniciado precisa dar esperança à humanidade, que bem sabemos, já não tem nenhuma. Mas para que isso ocorra o iniciado precisa se unificar com a fonte que tudo é. Todo aquele que queira avançar pelo Caminho deve aprender a se comunicar com seu Cristo Interno.

O iniciado recebe o seu alimento espiritual na forma de conhecimento de luzes e influências astrais conscientes e inconscientes; e voluntariamente se tornar o filho da luz. E quem chegar neste nível de consciência estará pronto para se conectar com a verdade e semear o que aprendeu. Quem dominar esse poder vai trabalhar a sua capacidade e seu alcance para corrigir os males do espírito e da alma da humanidade e, consequentemente, muitas vezes, os males do corpo cuja saúde está intimamente ligada à da mente. Só os valentes vencem. Por esta Senda somente entram os valentes. Só os que renunciam as ilusões terrenas conseguem passar pelo “despertar” e vivenciar o dragão da sabedoria.

Mas devemos estar conscientes de que este caminho não é fácil. Isso requer um indivíduo que deseja servir a humanidade em um verdadeiro estado de amor e serviço genuíno, para isso se exige um trabalho de preparação e purificação física e espiritual de forma continua. Ele também deve desenvolver uma consciência espiritual.

A fim de efetuar a transformação desejada, é preciso primeiro aceitar romper com a sua própria reputação, do que está ao seu redor, o que os outros estão dizendo e o que eles estão pensando e seus próprios pensamentos e suas próprias emoções que é o está sendo trabalhado e consolidado neste ano de 2016. E alcançar a diferença entre o caminho da ilusão e a do Espírito. Especificamente, o caminho da ilusão é o caminho da carne, da emoção, da mente interior, ego, orgulho, a reputação, a necessidade de ser reconhecido e apreciado. Este caminho é estreito porque requer a purificação total.

Ano da profecia e das grandes revelações 2017 será o ano do grande despertar das almas escolhidas para regerem o novo tempo. Estas almas estão sendo preparadas e sendo purificadas para assumirem esta missão. O tempo da semeadura de Jesus na Terra. Será o ano da iniciação dos escolhidos de Mikael para romperem o brilho hipnótico da noite escura da alma a iniciar-se no ano 2018.

Há de se saber ser paciente.

Há de se saber ser sereno.

Há de saber ser luz!

Fiquem em paz e lembre-se de quem vocês são!

Eu Sou Maiana Lena, consciência unificada na missão de servir a luz!

Autor: Maiana Lena 

Websites: http://www.maianalena.com.br/
http://somostodosum.ig.com.br/p.asp?i=9887
Blog: http://maianallena.blogspot.com.br/

Facebook: https://www.facebook.com/maiana.lena/

SINAIS DE MEDIUNIDADE – SAIBA RECONHECÊ-LOS

Mãos-abençoando-730x393

Muitas pessoas possuem mediunidade apurada mas não querem desenvolvê-la por medo, por falta de informação, por insegurança. Mas é preciso saber que existem formas seguras, sem dogmas ou rigidez para desenvolver a mediunidade: através do estudo. Através do conhecimento sobre essa faculdade do nosso espírito, podemos encontrar métodos leves, amorosos que fazem com que você se sinta bem e consiga trazer o bem para as pessoas ao seu redor através desse seu dom. Conheça abaixo os sinais de mediunidade.

Quais são os sinais de mediunidade?


Os sinais de mediunidade são a sensibilidade ao extrafísico, é a capacidade que a nossa alma tem de captar energias de natureza não-física.

  • Intuição aflorada: você sente que deve ou não deve fazer algo, e depois do feito vê que a sua intuição estava certa. “Algo estava me dizendo para fazer/não fazer isso”.
  • Sonhos reveladores: você tem sonhos que indicam caminhos, apontam soluções ou mostram questões que você precisa levar em conta em sua vida.
  • Compaixão com o sentimento alheio: você se importa com as dores do mundo, o sofrimento dos outros mexe muito com você e você sente a necessidade de ajudar de alguma forma, tem vontade de mudar cenários negativos.
  • Aromas: você sente aromas que não existem no ambiente físico, sente aromas que as outras pessoas que estão junto de você não sentem.
  • Presenças: enxerga, sente ou pressente a presença ou vultos que aparecem e desaparecem num piscar de olhos.
  • Competência para falar em assuntos: você está falando sobre um assunto que nunca estudou e sabe com clareza e fluência falar sobre ele, fala com uma competência elevada, acima dos demais, sem nem mesmo saber por que.
  • Coincidências: percebe coincidências, que as outras pessoas não notam e quando você diz elas se surpreendem, na verdade as coincidências são chamadas de sincronicidades e vocês as percebe melhor que os outros.
  • Ombro amigo: você é conhecido como um ombro amigo, muitos vêm lhe pedir conselhos e até mesmo desconhecidos se sentem a vontade para desabafar com você.
  • Perdão: você tem o dom do perdão, tem facilidade em perdoar.
  • Ambientes/pessoas carregados: você sente quando um ambiente está carregado com energias negativas ou pessoas possuem energias negativas, o bocejo é um sinal disso.
  • Não gostar de multidões
  • Mudança de hábitos para o melhor: melhora na alimentação, no cuidado com o seu corpo físico e mental, afastamento de pessoas e hábitos tóxicos, diminuição da futilidade, vaidade e costumes mundanos, etc.
  • Mudança no ciclo de amizades: descobre que amizades antigas podem não ter mais tanto a ver com você e busca por pessoas que tenham o mesmo tipo de energia e percepção da vida que você.

Esses são apenas alguns sinais da mediunidade, e focados nos aspectos positivos do afloramento dela. Sente-se assim? Estude mais sobre isso!

 

Fonte: http://www.wemystic.com.br/