A Perfeição do Universo e a Lei Cósmica

imagemlili

A perfeição do Universo é a própria Lei Cósmica em manifestação.

E nós muitas vezes, ainda que estejamos no caminho espiritual interpretamos ela de forma equivocada.

Por exemplo, se sempre que mudamos de emprego, ao chegar encontramos bagunça, confusão, brigas, ou qualquer que seja a situação que se repete em nossa caminhada, fiquemos alerta ao recado que o Universo está tentando nos passar…

É importante não cair na ilusão de que somos atraídos para esse “lugar/situação” comum para resolvermos, sermos os paladinos que leva a solução…

Não é sobre o outro, ou sobre o lugar, nunca é, é sempre sobre você…essa entropia que lhe atrai, é porque VOCÊ ainda não aprendeu a lição.

É porque VOCÊ ainda não conseguiu organizar sua vida, sua bagunça interior, ou da sua casa, que aliás fala muito sobre VOCÊ!

 

Por:  Lílian Ponte Silva

O JOGO DA VIDA

tumblr_lfcjz4GjiQ1qccvzso1_500_large

Você nasceu, cresceu e se tornou alguém, e olhe que com certeza alguém apostou em você. Aí chegou a hora de você conquistar o mundo. E seguiu em batalha, conquistando vitórias e algumas derrotas que lhe ensinaram algo. Porém, se você mudou por conta da massa de conformismo, ou pior, por conta do que os outros acham que você deve ser, você deixou de ser você, perdeu sua essência. E, sendo assim, com certeza virou um mero joguete na mão de inescrupulosos. Então, vou lhe dizer uma coisa que você já sabe: O mundo não é legal, não é um mar de rosas, pelo contrário, é um lugar difícil, cruel, cheio de armadilhas e de gente covarde, invejosa e perigosa. E se você fraquejar, esse mundo vai lhe por de joelhos e lhe fazer sofrer, implorar, chorar. No entanto, eu lhe digo que você só vai fraquejar se você deixar, pois nada lhe espancará tão forte como a vida. Será que você aguenta a pressão e ainda assim consegue seguir em frente? Se for corajoso e persistente, você vencerá muitas batalhas. Agora se você não souber se valorizar, não conquistará o que de melhor a vida tem para você. Mas tem que ser forte, guerreiro e destemido, e não ficar culpando os outros pelos seus fracassos, pois isso cheira a covardia, e só os fracos e mentirosos são covardes. Somos melhores do que acreditamos ser, pensar nisso eleva nossa autoestima. Saber viver, saber sonhar e ir atrás, é isso que define quem somos e o que queremos ser.

A Mediunidade, da Antiguidade aos Dias Atuais

mediunidade-3154-3154

Allan Kardec no cap. XIV de O Livro dos Médiuns, fala que todo aquele que sente em qualquer grau a presença dos espíritos é por isso mesmo médium. Para nós espíritas é ponto pacifico afirmar, que a mediunidade, é uma faculdade natural, inerente ao ser humano, que independe da crença religiosa e se fez presente em todas as épocas da humanidade, sendo inúmeras vezes, confundida e deturpada pelos homens ao longos dos séculos.

Nas antigas civilizações do oriente no Egito, na Pérsia, na Síria e nas do ocidente na Grécia e em Roma, citada também nos vedas e nos livros sagrados de outras religiões, a mediunidade era tida como crença geral, e os médiuns vistos como seres privilegiados pelos deuses, e por esse fato semi-deuses. Denominados como pítons, pitonisas, oráculos, magos, sacerdotes, etc., eram avidamente consultados em busca das mais variadas informações que atendessem aos diversos interesses daqueles que os procuravam.

Os relatos, inclusive os citados na bíblia, referem-se a aparição de anjos, demônios e possessões variadas que marcaram a fenomenologia da época, sedimentando conceitos atávicos e ritualísticos, que ainda fazem parte dos nossos dias. Era comum na Grécia antiga e em outros povos os médiuns atuarem como conselheiros do reis, como também era comum, os retiros do homem para a natureza ou para o insulamento em monastérios buscando o estudo e a prática da filosofia, como fazia Platão, que galgava a montanha do Imec, buscando lá o refúgio e tranqüilidade para suas conjecturas, ou mesmo Moisés, que subiu ao monte Sinai no intuito de obter respostas que atendessem às suas necessidades espirituais mais prementes.

Mas é com o Cristo, que a mediunidade adquire um maior substrato moral e vem orientada pela disciplina que a sua condição de médium de Deus proporciona, visto que, Ele confabulava diretamente com Deus, e que, esse fato por si só, já era suficiente para promover uma nova disposição moral nas atitudes e no comportamento do homem, em função da aplicação da Lei do Amor, inquestionavelmente traduzida em seus ensinamentos.

A ignorância, no que se refere a mediunidade e os interesses espúrios que o fanatismo religioso produzia, detonaram perseguições implacáveis aos médiuns, tanto ao tempo de Jesus quanto na Idade Média, quando ela é tachada de intervenção demoníaca e os médiuns levados ao martírio da fogueira como ocorreu com Joana D’arc, por não abjurar de suas vozes, que revelavam a sobrevivência da alma e a comunicabilidade da mesma.

Os acontecimentos de Hydesville em 1848 nos EUA, e em seguida os fenômenos das mesas girantes que invadiram a Europa, que inicialmente servia a fins fúteis, trouxeram novos enfoques sobre a mediunidade, pois os fatos como sabemos, estavam obedecendo uma previa programação do mundo espiritual, tanto que, em 1854, chegam ao conhecimento do Insigne professor, Hyppolyte Leon Denizard Rivail, em Paris, que após análise rigorosa, se propõe aprofundar as investigações sobre o tema, comparando, observando e julgando, para apresentar ao mundo a mediunidade como uma faculdade de natureza orgânica inerente ao ser humano, que se exterioriza pela ação dos espíritos. Inquestionavelmente a prudência e o bom senso de Kardec, resultaram em uma pesquisa refinada, de rara qualidade, que nos deixou como grande legado sua maravilhosa obra.

A obra de Kardec despertou um interesse bombástico pelo assunto, e isso descambou em grandes pesquisas, como as de César Lombroso, Ernesto Bozzano, Gabriel Dellane, e tantos outros pesquisadores de renome que contribuíram de forma magnífica para o enriquecimento da Doutrina nesse contexto.

De Kardec aos nossos dias muito se tem estudado acerca da mediunidade, embora alguns, teimem em manter vivos conceitos atávicos oriundos de outros tempos, em virtude da falta de estudo. Contudo, a espiritualidade maior não descansa nos ensinamentos e a Providência Divina não nos deixa órfãos de missionários que alavanquem o nosso crescimento espiritual, se atentarmos para a grande produção mediúnica no campo literário, através de Chico Xavier, Divaldo Pereira Franco, Ivone A. Pereira e tantos outros médiuns sérios, perceberemos que o nosso conhecimento sobre a mediunidade é ainda ínfimo, diante desse manancial de luz.

Warwick Mota – Brasília – DF

Via: www.espirito.org.br

A DANÇA DA VIDA

danca-da-vida-cr

Goethe já afirmava que aquilo que nutrimos dentro de nós, cresce. Esta é uma Lei eterna da natureza. Logo, as circunstancias as quais nos encontramos, são meramente causais.

Nada ocorre sem que tenhamos contribuído, ainda que de forma inconsciente.

Queremos desapegar da ideia de castigo, mas não queremos ter responsabilidade de assumir as consequências das nossas atitudes, e a equação é simples, toda ação provoca uma reação.

E viver fugindo do “castigo”, é viver sob o domínio do medo de ser castigado.

Para evoluirmos como seres espirituais (que somos), é imprescindível fazermos uma reforma íntima, e não existe outra forma de fazê-la, que não seja pelo auto conhecimento.

Mas existe uma força criadora, a inteligência suprema, a causa primária de todas as coisas, que é Deus.E esse Deus é justo, e é professor.

Deus não está num trono com um chicote, Deus é amor, ele nos criou a sua imagem e semelhança, logo, somos Deuses, sendo assim, criamos nossa realidade.

Ganhamos o livre arbítrio, e temos plenas condições de nos trabalhar intimamente e sermos seres humanos maravilhosos, compassivos e amorosos.

Somos perfeitos, temos nosso coração que é fonte de imensa sabedoria, que nos guia através da intuição, somos divinos!

Temos essa força criadora e perfeita dentro de nós, um Deus que é amoroso, e nos dá inúmerasoportunidades de sermos divinos, e de despertar consciência.

E esses castigos, e punições que nos fazem acreditar que vem da força divina, na verdade resultam das nossas atitudes inconscientes, ou de algo externo, mas que invariavelmente vem de nós mesmos, nada é casual, e sim causal.

Nós criamos nossos infernos, e o “castigo” nada mais é do que o fluxo da eterna colheita, pois o universo é perfeito.

E todos os acontecimentos de nossas vidas, estão a serviço do nosso aprimoramento, portanto, nenhuma experiência é ruim, ela é apenas um reflexo dos nossos mundos internos.

E se estamos adormecidos a ponto de não ouvirmos nossa intuição, me perece lógico que vamos nos equivocar, que vamos nos influenciar pelo externo, por energias erradas.

E o (nosso) fluxo vai nos encaminhar para a confusão, para o emaranhado de figurais mentais negativas, onde tudo é denso e sofrido.

Contudo, se estivermos alerta, vamos nos perguntar: por que isso está acontecendo? o que eu necessito aprender?

Assim, passamos a perceber que todas as situações que julgamos ruins, sempre tem um grande teor de aprendizado, e elas estão a serviço do nosso aprimoramento.

Não existe castigo, e sim a dança da vida que tenta nos ensinar os passos certos.

 

Líli Ponte

https://www.facebook.com/lili.ponte

2017 – O Ano da Grande Iniciação

intentiongr

A influência da vibração do ano de 2017 gerará fenômenos além de nossa percepção consciente, mas que, no entanto ressoará em cada um de nós, ou seja, ela ecoará e influenciará alguma coisa em nossa psique ou mundo interior. Esta influencia fará com que desperte a nossa luz interior. Será o ano da clarividência e a fonte de todos os presentes! A nossa luz interior, nossas inspirações, nossos talentos interiores, nosso guia interior…

2017 mostrará dois caminhos. O caminho do espírito e o caminho da matéria. Ou se escolherá optar por concentrar seu destino em prazeres materiais e ambição pessoal ou pelo desenvolvimento pessoal e espiritual. Cada um terá o livre arbítrio de optar pelo caminho em que escolher trilhar e assumirá a sua escolha. Mesmo que não esteja consciente desta escolha cada um o fará. O ser humano a partir de agora deverá aprender a agir de acordo com sua vontade sobre a forma de sua existência.

O ano de 2017 trará para os que estiverem preparados e despertos a possibilidade única da unificação da consciência, ou seja, cada parcela de alma reencarnada nesta terceira dimensão terá a oportunidade de se unificar com todos os seus “eus paralelos” vivendo em outras realidades tridimensionais tornando-se unificado com a sua essência monádica. Ano de revelações.

Para estes seres despertos será um ano de grande poder e de conexão com seres de hierarquias superiores.   Será o ano da unificação com a alma e o Eu Superior. Os seres que passarem por esta iniciação estarão direcionando a espiritualidade na Terra nos próximos anos e ajudando no processo de limpeza energética definitiva que dará início no ano de 2018. O Iniciado precisa dar esperança à humanidade, que bem sabemos, já não tem nenhuma. Mas para que isso ocorra o iniciado precisa se unificar com a fonte que tudo é. Todo aquele que queira avançar pelo Caminho deve aprender a se comunicar com seu Cristo Interno.

O iniciado recebe o seu alimento espiritual na forma de conhecimento de luzes e influências astrais conscientes e inconscientes; e voluntariamente se tornar o filho da luz. E quem chegar neste nível de consciência estará pronto para se conectar com a verdade e semear o que aprendeu. Quem dominar esse poder vai trabalhar a sua capacidade e seu alcance para corrigir os males do espírito e da alma da humanidade e, consequentemente, muitas vezes, os males do corpo cuja saúde está intimamente ligada à da mente. Só os valentes vencem. Por esta Senda somente entram os valentes. Só os que renunciam as ilusões terrenas conseguem passar pelo “despertar” e vivenciar o dragão da sabedoria.

Mas devemos estar conscientes de que este caminho não é fácil. Isso requer um indivíduo que deseja servir a humanidade em um verdadeiro estado de amor e serviço genuíno, para isso se exige um trabalho de preparação e purificação física e espiritual de forma continua. Ele também deve desenvolver uma consciência espiritual.

A fim de efetuar a transformação desejada, é preciso primeiro aceitar romper com a sua própria reputação, do que está ao seu redor, o que os outros estão dizendo e o que eles estão pensando e seus próprios pensamentos e suas próprias emoções que é o está sendo trabalhado e consolidado neste ano de 2016. E alcançar a diferença entre o caminho da ilusão e a do Espírito. Especificamente, o caminho da ilusão é o caminho da carne, da emoção, da mente interior, ego, orgulho, a reputação, a necessidade de ser reconhecido e apreciado. Este caminho é estreito porque requer a purificação total.

Ano da profecia e das grandes revelações 2017 será o ano do grande despertar das almas escolhidas para regerem o novo tempo. Estas almas estão sendo preparadas e sendo purificadas para assumirem esta missão. O tempo da semeadura de Jesus na Terra. Será o ano da iniciação dos escolhidos de Mikael para romperem o brilho hipnótico da noite escura da alma a iniciar-se no ano 2018.

Há de se saber ser paciente.

Há de se saber ser sereno.

Há de saber ser luz!

Fiquem em paz e lembre-se de quem vocês são!

Eu Sou Maiana Lena, consciência unificada na missão de servir a luz!

Autor: Maiana Lena 

Websites: http://www.maianalena.com.br/
http://somostodosum.ig.com.br/p.asp?i=9887
Blog: http://maianallena.blogspot.com.br/

Facebook: https://www.facebook.com/maiana.lena/

A MISSÃO DE CADA SIGNO

signo

O autoconhecimento se faz cada vez mais necessário, o planeta passa por um processo de aceleramento e por conta disso, se faz urgência que busquemos por mais conhecimentos e possamos assim compreender como vivemos, a intenção sempre é de levar conhecimento e esclarecimento sobre nossa missão na terra.

Conheça a sua missão!

“Era manhã quando Deus parou diante de suas 12 crianças e em cada uma delas plantou a semente da vida Humana.
Uma por uma, elas se dirigiram a Ele para receber seu dom e conhecer a sua missão”.

Áries – 21 de Março a 20 de Abril – “A ti, Áries, dou a missão de plantar a Minha primeira semente. Para cada semente que plantares, outras milhares de sementes se multiplicarão. Entretanto, não terás tempo de vê-las crescer, pois tua vida é ação e a ti compete tornar os homens cientes de Minha Criação. Por isso, serás o primeiro a penetrar no solo da mente humana com Minha Ideia. E para que faças um bom trabalho, dou-te a provação do orgulho para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da iniciativa.”


Touro – 21 de Abril a 20 de Maio – “A ti, Touro, concedo o poder de transformar a semente em substância. Trabalharás com afinco e paciência para que as sementes não se percam ao vento. Não questionarás ou mudarás de ideia até que termines tudo que já foi iniciado, pois a ti compete o processo de concretização da Minha Ideia. E para que realizes um bom trabalho, dou-te a provação do apego para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da força.”


Gêmeos – 21 de Maio a 20 de Junho – “A ti, Gêmeos, atribuo a tarefa de comunicar ao mundo Minha Ideia. Por isso te dou perguntas sem respostas. Em tua busca pelo conhecimento, inquietarás os que estão ao teu redor, para que compreendam o que vêem e o que ouvem. Tu serás um, mas pensarás e falarás por dois. E para que faças um bom trabalho, dou-te a provação da superficialidade para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da inteligência


Câncer – 21 de Junho a 21 de Julho – “A ti, Câncer, dou a missão de implantar no coração do homem a emoção. Minha Idéia se fará sentir por meio de risos e lágrimas, para que todo o conhecimento adquirido atinja plenitude interior. Tu multiplicarás os sentimentos com teu instinto de preservação, de modo que os homens se reunam em famílias. Para que realizes um bom trabalho, dou-te a provação da fragilidade para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da fertilidade.”


Leão – 22 de Julho a 22 de Agosto – “A ti, Leão, atribuo a tarefa de mostrar ao mundo o esplendor de Minha Criação. Tu iluminarás os corações humanos com Minha Luz, acendendo em cada um o entusiasmo de assumir a própria existência. Mas peço-te que não confundas as coisas e lembra-te que é Minha a Idéia, e não tua. Para que faças um bom trabalho, dou-te a provação da vaidade para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da honra.”


Virgem – 23 de Agosto a 22 de Setembro – “A ti, Virgem, dou a missão de examinar em detalhes o que os homens têm feito com Minha Criação. Tu analisarás seus passos e revelarás seus erros para que, por intermédio de ti, Minha Ideia mantenha-se pura e possa ser aperfeiçoada. Para realizares um bom trabalho, dou-te a provação da ceticismo para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da discernimento.”


Libra – 23 de Setembro a 22 de Outubro – “A ti, Libra, dou a missão de unir os homens em torno da Minha Idéia. Tu despertarás o desejo da cooperação, por meio da capacidade de se colocar no lugar do outro e então sentir o que o outro sente. Estarás onde houver desavença, para que possas mostrar o valor do acordo e da justiça. E para que faças um bom trabalho, dou-te a provação da indolência para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da paz.”


Escorpião – 23 de Outubro a 21 de Novembro – “A ti, Escorpião, peço que não te afastes de mim quando doer em teu coração as maldades que presenciares. Terás a capacidade de penetrar na mente dos homens e, conhecendo-a, perceberás que não sou Eu, mas a perversão da Minha Idéia que está causando tua dor. Chegarás a conhecer o homem em seu instinto animal e lutarás contra o próprio dentro de ti. Para que faças um bom trabalho, dou-te a provação do extremismo para dominares e, como bênção, concedo-te o dom do renascimento.”


Sagitário – 22 de Novembro a 21 de Dezembro – “A ti, Sagitário, atribuo a missão de ensinar o riso e esperança, para que no meio das incompreensões da Minha Criação o homem não se torne amargo. Através da esperança, implantarás no coração humano a fé e através da fé voltarás teus olhos para Mim. Expandirás assim Minha Idéia por todos os cantos e os mais longínquos lugares. E para que realizes um bom trabalho, dou-te a provação da intolerância para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da generosidade.”


Capricórnio – 22 de Dezembro a 20 de Janeiro – “A ti, Capricórnio, dou a tarefa de mostrar com o suor de teu rosto o valor do trabalho. Fincarás com disciplina os alicerces de Minha Criação, para que nada destrua suas bases. E tua alegria pelo dever cumprido ensinará que a responsabilidade não é um fardo e sim uma condição natural. E para que faças um bom trabalho, dou-te a provação da culpa para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da autoridade.”


Aquário – 21 de Janeiro a 19 de Fevereiro – “A ti, Aquário, dou a missão de abrir os olhos dos homens para novas possibilidades. Por isso terás o conceito do futuro e do amor fraternal. Sentirás a solidão dos que vivem à frente do seu tempo, pois não lhe permito personalizar Meu Amor. Viverás livre para que possas servir à humanidade renovando a Minha Criação. Para que faças um bom trabalho, dou-te a provação da rebeldia para dominares e, como bênção, concedo-te o dom do progresso.”


Peixes – 20 de Fevereiro a 20 de Março – “A ti, Peixes, dou a missão de incorporar todas as tristezas o homem e voltá-las para Mim. Com compaixão, tu mostrarás que as lágrimas são efeito da incompreensão do homem sobre a Minha Ideia. Tua devoção constitui a mais difícil das missões, mas terás a maior das dádivas. Tu serás a única das Minhas doze crianças a me compreender. Para que realizes um bom trabalho, dou-te a provação da ilusão para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da fé.”

 

Por: Katarina Broggio – Universalista

Via: https://osegredo.com.br

VIBRANDO EM SINTONIA COM O UNIVERSO

lili

Aquilo que nos afeta no mundo exterior, geralmente está diretamente ligado a nossa frequência interna, e qualquer estado interior negativo se espalha mais rapidamente que uma doença física. Pela lei da ressonância a vibração negativa, seja ela emanada por pensamento, emoção, ou ação, detona e alimenta a negatividade latente nos outros, a menos que sejam imunes, ou seja, altamente conscientes.

Assim, não é difícil entender que qualquer coisa feita com uma energia negativa, está contaminada por ela, e dará origem ao sofrimento.

O contrário também é verdadeiro, podemos influenciar positivamente e curativamente as pessoas, e essa influência se baseia no SER e não no fazer. Todas as pessoas com as quais você mantém contato serão tocadas pela sua presença e afetadas pela paz que você emana. Quer elas estejam, ou não conscientes disso.

Quando você estiver inteiramente presente, e as pessoas a sua volta tiverem um comportamento inconsciente, você não vai sentir a necessidade de reagir. A sua paz será tão grande e profunda que tudo que não for paz desaparecerá nela, como se nunca tivesse existido. Isso quebra o ciclo karmico de ação e reação.

Você já percebeu que tudo parece ecoar? Algo que é feito lá do outro lado do planeta tem a capacidade de nos afetar, e na verdade é assim que funciona, pois estamos todos interligados, e quem explica isso, além da espiritualidade, é a ciência, os fenômenos são quânticos e causam uma reação em cadeia, que é alimentada pelas frequências que emanamos.

Nós funcionamos como um rádio, somos separados e unidos por moduladores de frequências, logo, ao escolhermos em qual frequência vamos estar, criamos nossa rede de contato.

Por isso, quando sentimos que a maneira antiga de levar a vida já não serve mais, e que existe uma voz que grita (dentro da maioria das pessoas), uma voz que pede por mudança, essa voz está pedindo que troquemos a estação, mas para trocar a estação devemos alterar a frequência vibracional, e isso implica em desapegar das velhas ideias, velhos padrões e velhas energias.

Contudo, não há mudança profunda sem ruptura, sem quebra de paradigmas, a postura perante a vida tem que ser modificada, e isso pode ser bem desconfortável no início, pois estamos apegados a uma programação mental muito forte, fomos treinados a competir e estarmos sempre preparados para defender nosso ponto de vista, e exatamente aí que está a fonte no sofrimento.

Fomos programados para lutar e acreditar na permanência das coisas, quando na verdade, tudo é impermanente, tudo muda, nós mudamos, a natureza tem ciclos, o universo é um Ser em constante movimento.

E nosso ciclo de vida é ajustado conforme nossa vibração, nossas doenças físicas por exemplo, geralmente estão intimamente ligadas ao nosso estado mental e por conseguinte, emocional. Escolhemos tudo, mas não nos damos conta disso, tamanho é nosso estado de adormecimento.

A maioria das situações da vida, que chamamos de problema, são na verdade uma oportunidade que o fluxo da vida nos dá, para vermos as coisas de uma outra perspectiva, e nós como estamos totalmente identificados com nosso ego, não percebemos, e assim, sofremos.

E o Ego, nunca está no presente, ele vive e se alimenta do passado e do futuro, por isso nos causa ansiedade, insatisfação, julgamento e sofrimento. Portanto, para se liberar dos estados de sofrimento é necessário viver no agora que é o único tempo que existe, morra para o passado de instante a instante, você não precisa dele, refira-se a ele apenas quando for totalmente necessário para o presente.

Sinta o poder do momento presente e a plenitude do SER, sinta a sua presença, a gratidão pelo momento presente e pela plenitude da vida atual, esta é a verdadeira prosperidade, ela não está no futuro, nem no passado, e acredite que tudo que é seu, chegará em sua vida, e que para isso é necessário SER você mesmo, para SER você mesmo, é essencial morrer para a programação mental imposta pelo velho mundo e romper com a barreira do medo.

Mas acima de tudo, é necessário ter atitudes que retratem as mudanças que queremos ver no mundo. Ninguém é responsável por mudanças em nossas vidas, as decisões são nossas…ok, existem situações externas que influenciam nossa caminhada, mas a decisão de como encarar as crises e percalços são somente nossas, e sempre há como retomar as rédeas, mesmo que sejam as rédeas de nossos mundos internos.

O mundo não muda se eu não mudo, e é necessário acalmar a mente, se auto-observar para desconstruir o velho e dar espaço ao novo, pois o homem que com consciência e ação está se esculpindo, torna-se sua própria obra, sua grande obra, e essa é nossa missão pessoal, e assim, nos tornamos responsáveis por tudo o que acontece em nossa vida, sem procurar culpa do lado de fora…isso significa empoderar-se!

A auto-observação é a chave para nosso aprimoramento pessoal, encarar nossos defeitos de frente, e ter coragem para mudar os conhecidos padrões de pensamentos e atitudes é o toque de mágica que todos somos capazes de aprender e empreender em nosso favor!

 

Por: Lílian Ponte 

https://www.facebook.com/lili.ponte