Neurocientistas confirmam: em 21 dias você reprograma o seu cérebro

post-ativador-pineal

O título é impactante não é? Por que 21? 21 dias para mudar e transformar. 21 dias para ser uma pessoa mais feliz e de bem com a vida. 21 dias para começar a fazer yoga. 21 dias para meditar. 21 dias para mudar os hábitos alimentares…21 dias para abandonar e quebrar um hábito, como parar de comer carne, parar de fumar, parar de criticar, adotar condutas altruístas… etc.

Tudo o que você precisa são 21 dias de determinação e disciplina fazendo ou deixando de fazer determinada coisa.

Você sabia que tudo o que você conquistou, assim como o seu padrão de pensamento e comportamento, estão relacionados aos seus hábitos? Ou seja, os seus hábitos influenciam diretamente a sua vida. 

Os hábitos são, essencialmente, padrões de comportamentos e acabam se tornando uma parte do que somos.

Quando algum comportamento se repete o cérebro cria vias sinápticas mais rápidas, de maneira que uma ação aciona a ação seguinte, de forma quase automática.

  • Ninguém está inteiramente certo de onde a regra dos 21 dias se originou. Um dos pioneiros na Teoria dos 21 Dias foi o cirurgião plástico e psicólogo Maxwell Maltz, em 1960. Ele relatou que seus pacientes notavam as mudanças nas cirurgias apenas após 21 dias da operação, e registrou no livro Psico-cibernética que 21 dias é o tempo que o cérebro precisa para se adaptar a uma mudança. Em 1983 o artigo Three Weeks to a Better Me, na Reader’s Digest, relatou os esforços de uma mulher em não criticar durante 3 semanas. John Hargrave também descreve a importância dos 21 dias em seu livro Mind Hacking: How to Change Your Mind for Good in 21 Days. No livro best seller O Poder do Hábito, Charles Duhhig considera que são necessários 21 dias de repetição de uma ação para que ela se torne um hábito. Claro que existe a individualidade de cada um que pode levar a uma variação, como mostrado no estudo de Phillipa Lally, pesquisador de psicologia da saúde na University College London, publicado no European Journal of Social Psychology, no qual foi evidenciado que a partir de 18 dias consegue-se mudar um hábito, mas pode variar dependendo da pessoa, do comportamento e circunstâncias, sendo que o tempo médio foi de 60 dias para um comportamento tornar-se automático.

O cérebro tem duas formas de tratar as informações e ações vividas: uma de maneira consciente e a outra inconsciente. Mas talvez você pergunte: é possível fazer algo de forma inconsciente, sem nos darmos conta?

Sim, é o que costumamos chamar de “modo automático”, são as ações que você executa sem a necessidade de prestar atenção em cada movimento. E muitas das coisas que executamos com frequência ao longo do nosso dia, de forma repetitiva, estão no modo automático, seja na nossa rotina doméstica ou mesmo no trabalho. Dirigir, por exemplo, é um hábito tão mecanizado que muitas vezes você sai de um lugar e chega ao outro e nem se lembra do percurso que fez, seja de carro ou mesmo a pé.  Seu cérebro está tão treinado com aquele caminho que você o faz com a mente focada em mil e uma ideias, menos no ato de dirigir, caminhar ou no percurso.


Toda ação, primeiro, é consciente

Acontece que quando você repete essa ação muitas vezes o cérebro cria um caminho neural que envolve os atos de pensar, sentir e agir. Depois que o cérebro se considera treinado o suficiente para determinada coisa, sai do modo consciente e vai para o inconsciente. E, nesse processo, pelo menos 95% das nossas ações são comandadas pela mente subconsciente, um super computador carregado com uma base de dados de comportamentos programados.

A transferência ocorre quando uma ação já programada migra da zona CONSCIENTE do cérebro, ou seja, da zona pensante, para a zona de execução automática do cérebro, ou seja, INCONSCIENTE.

É isto que nos permite ser multifuncionais. Vamos citar novamente o exemplo de dirigir, algo fácil e totalmente mecânico. Observe quantos movimentos são realizados sem que você precise prestar atenção. O pé direito no acelerador ou no freio e o pé esquerdo na embreagem, os 3 pedais em movimentos sincronizados para o carro não morrer. Você pensa na meia embreagem quando dirige? Certamente não. Enquanto isso os olhos monitoram 3 retrovisores e as mãos controlam o volante, câmbio e setas para sinalizar as conversões, etc… E você faz tudo isso enquanto conversa com alguém no carro ou ao telefone, canta, toma decisões importantes, ouve o rádio, enfim,  sua atenção está sempre voltada para alguma outra coisa, pois dirigir não requer sua atenção uma vez que se tornou algo automático.

Até aí, estaria tudo ok não fosse a comprovação pela neurociência de que estamos no piloto automático, sob o comando da mente inconsciente, 95% do tempo.

Ou seja, você não está consciente na maior parte do tempo. Apesar disso, é bom saber que você pode programar e desprogramar o seu cérebro no que se refere a qualquer ação cognitiva que envolva o pensamento, a linguagem, a percepção, a memória, o raciocínio e o intelecto. É através da repetição que você adquire uma nova forma de pensar, sentir, agir e se comportar, esteja você ciente ou não.

Uma forma simples de adquirir um novo hábito é estabelecer um programa de 21 dias. Determine o que você quer ou precisa que se torne uma rotina. Estabeleça um horário que você possa se dedicar a isso. E passe a repetir por 21 dias consecutivos. Muito provavelmente você encontrará resistência no início, mas do 22º dia em diante a ação será executada com naturalidade e você sentirá falta se não realizá-la, pois seu cérebro já estará habituado com a prática. Sem esforço nem desconforto.

Eduque seu cérebro, faça essa ginástica mental para ter sua mente trabalhando a seu favor e tenha autodisciplina.

Para isso, a rotina de repetição deve ser empregada por 21 dias consecutivos. Consecutivos mesmo, sem falhar nem 1 dia, ok? E é aí que entra a sua disciplina. Esse método de 21 dias pode ser aplicado para qualquer coisa, seja para adquirir uma rotina de estudo, organização no trabalho, forma de pensar positivamente, fazer uma atividade física, ou, o que eu super recomendo: MEDITAR!!!

Talvez você pense. Nossa, desse jeito é possível criar um novo hábito por mês e, ao final de 1 ano, terei 12 novos hábitos. Desculpe mas terei que jogar um balde de água fria no seu entusiasmo.

CUIDADO, porque se você não fizer de forma consciente pode se transformar num robô, um amontoado de ações inconscientes. Será que você já não está nesse estágio? Ser multifuncional parece ser bom não é? Considerando o quanto pessoas que conseguem fazer várias coisas ao mesmo tempo são elogiadas. No entanto, acabam ficando ligadas no “piloto automático”. E, quando chegam ao final do dia, são incapazes de se lembrar detalhes do que fizeram e como realizaram as suas tarefas.

Saiba que quanto mais automático você for, maior também será sua dificuldade de concentração. Isso acontece porque os pensamentos e comportamentos automáticos tiram nossa atenção do momento presente. Eles são estruturados em experiências do passado. Pessoas automatizadas tendem a ser menos criativas, pois costumam seguir padrões repetidos e, por isso, são inflexíveis, têm dificuldade de se adaptar a novas situações, de encontrar novos caminhos e enxergar possibilidades inovadoras. Então, tenha sabedoria para usar a ferramenta dos 21 dias a seu favor e não ficar condicionado a hábitos que possam te robotizar e tirar de você algo precioso, que é a sua consciência.

A ideia aqui, mais do que te dar dicas sobre como adquirir novos hábitos, é te conscientizar sobre você mesmo, pra que você saiba que seus hábitos guiam o teu destino. Se os teus pensamentos, atitudes e comportamentos não te favorecem, então está na hora de mudar e você pode fazer isso através de uma disciplina diária e mudança na sua rotina no que se refere ao pensar e agir.

No entanto, observe se mais importante do que adquirir novos hábitos não é melhor fazer uma reprogramação para desestruturar hábitos antigos e sabotadores. Desconstruir padrões mentais, esvaziar e zerar conceitos velhos é um caminho para se abrir ao novo e para adquirir novos conhecimentos. Usar a metodologia dos 21 Dias para adquirir o hábito da meditação e do relaxamento pode ser um forma edificante de usar o inconsciente para atingir a consciência.

Mudar ou abandonar hábitos antigos não é tão simples. Há um consenso de que esta prática é mais difícil. Uma vez que as sinapses foram ativadas por uma repetição de comportamento, mesmo que se consiga quebrar por forte determinação e disciplina, essas sinapses podem ser reativadas sob o menor estímulo. Isso fica muito evidenciado no caso de vícios.

De qualquer forma, para aumentar suas chances de sucesso, tente mudar um hábito de cada vez. Estabeleça planos e repita o comportamento de forma que ele se torne instintivo e seja parte de você.

Seu destino está traçado na sua mente. A pergunta é: Você programou a sua mente a favor ou contra você? Até que você se conscientize da necessidade de criar um movimento interno para mudar os seus hábitos, seja no pensar, falar ou agir, seus padrões inconscientes determinarão o seu destino. Sabe o que tem de ruim nisso? Você nem vai se dar conta.

 

POR: ELAINE SILVEIRA ( ) – VISITE O MEU SITE

Mestra em Ciências pela Universidade de São Paulo e Instrutora de Yoga, encontrou em seus textos uma maneira de compartilhar 20 anos de experiência em meditação, yoga e qualidade de vida, em uma abordagem totalmente prática. As portas da percepção não se abrem com o intelecto mas através da jornada do caminho interno. “Nem a mente, nem o corpo ou o espírito anseiam por teoria ou conhecimento, mas sim por experiências reais.”Boa prática!!!

21 EXERCÍCIOS DE NEURÓBICA QUE DEIXAM O CÉREBRO AFIADO

Imagem

Quem foi que disse que o cérebro não precisa de exercícios para se manter ativo? Se o nosso corpo necessita de malhação para ficar sempre em ordem e cheio de disposição, por que com a mente seria diferente?

O cérebro também vai perdendo sua capacidade produtiva ao longo dos anos e, se não for treinado com exercícios, pode falhar. O neurocientista norte-americano, Larry Katz, autor do livro Mantenha seu Cérebro Vivo, criou o que é chamado de neuróbica, ou seja, uma ginástica específica para o cérebro.

A teoria de Katz é baseada no argumento de que, tal como o corpo, para se desenvolver de forma equilibrada e plena, a mente também precisa ser treinada, estimulada e desenvolvida. É comum não prestamos atenção naquilo que fazemos de forma mecânica, por isso costumamos esquecer das ações que executamos pouco tempo depois.

“O objetivo da neuróbica é estimular os cinco sentidos por meio de exercícios, fazendo com que você preste mais atenção nas suas ações e então, melhore seu poder de concentração e a sua memória”, explica a psicóloga especialista em análise comportamental e cognitiva, Mariuza Pregnolato. “Não se trata de acrescentar novas atividades à sua rotina, mas de fazer de forma diferente o que é realizado diariamente”.

Para o neurologista da Unifesp Ivan Okamoto, tais exercícios ajudam a desenvolver habilidades motoras e mentais que não costumamos ter em nosso dia a dia, porém, tais habilidades em nada se relacionam com a memória.

“Se você é destro e começa a escrever com a mão esquerda, desenvolverá sua coordenação motora de modo a conseguir escrever com as duas mãos e caso um dia, tenha algum problema que limite a escrita com a mão direita, terá a esquerda bem capacitada para isso. Mas o fato de praticar este tipo de exercício não significa que você se verá livre de problemas como esquecer de pagar as contas, tomar o remédio, ou algo do gênero”, explica o especialista.

COMO FUNCIONA A NEURÓBICA?

A neuróbica consiste na inversão da ordem de alguns movimentos comuns em nosso dia a dia, alterando nossa forma de percepção, sem, contudo, ter que modificar nossa rotina. O objetivo é executar de forma consciente as ações que levam à reações emocionais e cerebrais. São exercícios que vão desde ler ao contrário até conversar com o vizinho que nunca dá bom dia, mas que mexem com aspectos físicos, emocionais e mentais do nosso corpo. “São esses hábitos que ajudam a estimular a produção de nutrientes no cérebro desenvolvendo suas células e deixando-o mais saudável”, explica Mariuza Pregnolato, psicóloga especialista em análise comportamental e cognitiva.

Quanto mais o cérebro é treinado, mais afiado ele ficará, mas para isso não precisa se matar nos testes de QI ou nas palavras cruzadas para ter resultados satisfatórios. “Estas atividades funcionam, mas a neuróbica é ainda mais simples. Em vez de se inscrever em um super desafio de matemática e ficar decorando fórmulas, que tal vestir-se de olhos fechados ou andar de trás para frente?”, sugere a especialista. A proposta da neuróbica é mudar o comportamento rotineiro para “forçar” a memória. Por isso, é recomendável virar fotos de cabeça para baixo para concentrar a atenção ou usar um novo caminho para ir ao trabalho.

O PAPEL DOS SENTIDOS

O programa de exercícios da neuróbica oferece ao cérebro experiências fora da rotina, usando várias combinações de seus sentidos – visão, olfato, tato, paladar e audição, além dos “sentidos” de cunho emocional e social.

“Os exercícios usam os cinco sentidos para estimular a tendência natural do cérebro de formar associações entre diferentes tipos de informações, assim, quando você veste uma roupa no escuro, coloca seus sentidos em sinal de alerta para a nova situação. Se a visão foi dificultada, e é isso que faz com que você sinta o efeito dos exercícios, outros sentidos serão aguçados como compensação”, explica Mariuza.

Para estimular o paladar, uma dica bacana é fazer combinações gastronômicas inusitadas. Já pensou em misturar doce com salgado? Maionese com leite condensado?

CORPINHO DE 40 E MENTE DE 20!

A neuróbica não vai lhe devolver o cérebro dos vinte anos, mas pode ajudá-lo a acessar o seu arquivo de memórias. “Não dá para aumentar nossa capacidade cerebral, o que acontece é que com os exercícios você consegue ativar áreas do seu cérebro que deixou de usar por falta de treino”, explica Mariuza.

“Você só estimula o cérebro se o exercita, por isso quem sempre esteve atento a esta questão terá menos problemas de saúde cerebral, como demência e doenças cognitivas, como Alzheimer”, considera a especialista.

9 EXERCÍCIOS DE QUEBRA DE ROTINA

Mudar a rotina ajuda a nos tirar dos padrões de pensamento de sempre, que nos levam ao piloto automático. Experimente:

1- Use o relógio de pulso no braço direito

2- Ande pela casa de trás para frente

3- Vista-se de olhos fechados

4- Veja as horas num espelho

5- Troque o mouse do computador de lado

6- Escove os dentes utilizando as duas mãos

7- Quando for trabalhar, utilize um percurso diferente do habitual

8- Introduza pequenas mudanças nos seus hábitos cotidianos, transformando-os em desafios para o seu cérebro

9- Faça alguma atividade diferente com seu outro lado do corpo e estimule o seu cérebro. Se você é destro, que tal escrever com a outra mão?

3 EXERCÍCIOS DE MEMORIZAÇÃO

Treinar a memória também ajuda a desenvolver a mente. Tente esses exercícios:

1- Ao entrar numa sala onde esteja muita gente, tente determinar quantas pessoas estão do lado esquerdo e do lado direito. Identifique os objetos que decoram a sala, feche os olhos e enumere-os

2- Experimente memorizar aquilo que precisa comprar no supermercado, em vez de elaborar uma lista. Utilize técnicas de memorização ou separe mentalmente o tipo de produtos que precisa. Desde que funcionem, todos os métodos são válidos

3- Ouça as notícias na rádio ou na televisão quando acordar. Durante o dia escreva os pontos principais de que se lembrar

9 EXERCÍCIOS COM PALAVRAS E HABILIDADES COGNITIVAS

Aprimorar novas habilidades sempre ajuda a exercitar o cérebro. Experimente essas dicas:

1- Estimule o paladar, coma comidas diferentes

2- Leia ou veja fotos de cabeça para baixo concentrando-se em pormenores nos quais nunca tinha reparado

3- Folheie uma revista e procure uma fotografia que lhe chame a atenção. Agora pense 25 adjetivos que ache que a descrevem a imagem ou o tema fotografado

4- Quando for a um restaurante, tente identificar os ingredientes que compõem o prato que escolheu e concentre-se nos sabores mais subtis. No final, tire a prova dos nove junto ao garçom ou chef

5- Selecione uma frase de um livro e tente formar uma frase diferente utilizando as mesmas palavras

6- Experimente jogar qualquer jogo ou praticar qualquer atividade que nunca tenha tentado antes

7- Compre um quebra cabeças e tente encaixar as peças corretas o mais rapidamente que conseguir, cronometrando o tempo. Repita a operação e veja se progrediu

8- Recorrendo a um dicionário, aprenda uma palavra nova todos os dias e tente introduzi-la (adequadamente!) nas conversas que tiver

9 – Ao ler uma palavra pense em outras cinco que começam com a mesma letra

HÁBITOS SAUDÁVEIS

Outra atitude indispensável para manter a memória sempre afiada, é prestar atenção na qualidade de vida. O neurologista Ivan Okamoto sugere um estilo de vida mais tranquilo, com alimentação balanceada, sem vícios e com a prática regular de exercícios físicos para manter o corpo e a mente saudáveis.

“A melhor maneira de manter a memória em dia é cuidar da saúde, por isso é importante evitar cigarro e bebidas alcoólicas, seguir uma dieta equilibrada, praticar exercícios e exercitar o cérebro. Manter a atividade mental, seja trabalhando ou participando de alguma atividade em grupo, ajuda a elevar a autoestima e deixar a memória a todo vapor”, explica o especialista.

Por: NATALIA DO VALE

Saiba mais: https://omundodegaya.wordpress.com/misthiko/

O PODER DA CO-CRIAÇÃO

Imagem

Co-criar é um poder que todos temos, e que tem a função (objetivo) de garantir que todas as experiências que você realmente deseje ter, consiga ter, isto é, garante que você possa SER, TER e FAZER tudo o que você desejar.

É baseada em uma lei universal chamada Lei da Atração (em inglês chama-se Law of Attraction, que pode ser abreviada para LOA). É chamada de “co-criação” porque você não cria sozinho(a), mas sim com a ajuda de uma força universal.

Você não precisa obrigatoriamente acreditar na sua existência, basta realmente seguir todos os passos necessários e os resultados virão. Depois de algumas experiências, se você não acreditava na existência da LOA, vai passar a acreditar…

De acordo com o livro Conversas com Deus – livro 1, do autor Neale Donald Walsch, páginas 39 e 40, o objetivo da vida não é aprender, mas apenas termos experiências e a LOA garante que todos possamos experienciar, co-criar e brincar à vontade…

Somos todos mini-deuses co-criando e experimentando os resultados das nossas co-criações.

CONCEITOS BÁSICOS IMPORTANTES

Primeiramente é importante definir alguns conceitos importantes. Estes conceitos estão aqui para servir como uma base lógica e que faça sentido principalmente para pessoas mais céticas e científicas. Não são provas científicas, mas apenas conceitos simples e lógicos. Você pode escolher aceitar estes conceitos como verdadeiros por fazerem sentido para você ou pode rejeitá-los completamente. A vantagem em aceitá-los é que você terá uma base sólida de apoio às suas co- criações.

A. LIGAÇÕES

Como a própria Física Quântica já constatou, tudo, em todo o universo, está conectado, e por isto, somos todos uma só energia. Portanto nós (seres humanos) estamos conectados entre nós, estamos conectados a todos os seres vivos deste planeta, estamos conectados ao próprio planeta Terra e ao universo inteiro. Há apenas um campo de energia em todo o universo. Tudo está conectado com tudo e você faz parte deste todo, isto é, você está literalmente conectado à tudo no universo, sem exceção.

 Conceito 1 – TUDO ESTÁ CONECTADO

 B. EXISTÊNCIA DE UMA INTELIGÊNCIA SUPREMA

Embora a existência de Deus não possa ser provada cientificamente, dá para se notar muito facilmente que há uma inteligência por trás de tudo o que existe. Para verificar isto, basta observar a perfeição que existe nas funções vitais que mantém vivos e saudáveis todos os seres deste planeta, a perfeição que existe em toda a natureza e a perfeição que existe nos sistemas solares e galáxias. Dá para ver e sentir que tudo acontece por algum motivo. Este motivo tem lógica e faz todo sentido. Cada reação química que acontece no seu organismo, ocorre no momento exato e perfeito. A vida é o resultado da soma de todas estas bilhões de pequenas reações químicas que ocorrem simultaneamente e em perfeita harmonia. É algo perfeito demais para ser chamado coincidência.

À partir dos infinitos exemplos desta inteligência perfeita, é fácil deduzir e aceitar que existe algo por trás disto tudo. Podemos chamá-lo de “Deus” ou “Universo” ou “Tudo O Que Existe”. O nome que se dá não tem importância. Os nomes são apenas símbolos que representam algo, que neste caso representa toda a existência. Eu optei por chamá-lo de Deus. Este “Deus” não é o Deus das religiões, é a palavra que representa a origem de tudo o que existe.

 Conceito 2 – DEUS EXISTE E É A INTELIGÊNCIA POR TRÁS DE TUDO

 C. RELAÇÃO ENTRE NÓS E DEUS

Como só existe um campo de energia, tudo tem que fazer parte dele, incluindo Deus. Mas Deus é o nome dado ao todo, portanto, Deus não faz parte do todo, Deus é o todo. Como nós fazemos parte deste campo de energia, portanto nós e Deus somos um só. Assim, somos todos partes de Deus. Se Deus fosse um oceano, cada um de nós seria uma pequena gota deste oceano.

 Conceito 3 – DEUS E NÓS SOMOS UM SÓ

 D. O CRIADOR

O Universo existe a alguns bilhões de anos. Antes destes bilhões de anos, o Universo não existia. Então tinha que existir algo antes da existência do Universo (big bang). Portanto podemos deduzir que o que existia antes de tudo só pode ser Deus, pois “o nada” não pode criar nem originar alguma coisa.

 Conceito 4 – DEUS É O TODO E A ORIGEM DE TUDO

E. CONCLUSÃO FINAL

Foram apresentados estes 4 conceitos: “Tudo está conectado ”, “Deus existe e é a inteligência por trás de tudo ”, “Deus e nós somos um só ” e “Deus é o todo e a origem de tudo ”.

Baseando-nos nestes 4 conceitos, podemos concluir que como Deus é a origem de tudo, é também a nossa origem. E como nós e Deus somos um só, somos pedacinhos de Deus.

Como Deus é o criador de tudo o que existe, incluindo todos os Universos e Dimensões e como somos todos partes dele, temos em nosso interior, a mesma essência de Deus, isto é, temos exatamente as mesmas características, as mesmas capacidades e os mesmos poderes que Deus. Como Deus é um criador, somos também criadores e esta é a origem da Lei da Atração (Co-Criação), que também pode ser chamada “Lei da Co-criação”.

Esta lei é tão certa quanto à Lei da Gravidade, mas enquanto a Lei da Gravidade atrai tudo para baixo, a Lei da Atração atrai tudo para você !!!

QUAL É A BASE DE FUNCIONAMENTO DAS CO-CRIAÇÕES ?

Tudo no universo funciona com base em vibrações e as co-criações não são uma exceção. Portanto o mecanismo base de funcionamento das co-criações são as vibrações, isto é, elas são ativadas com base nas vibrações emitidas e não nas palavras pronunciadas. Pensamentos e emoções são ambos vibrações, são ambos energia. Agora é necessário que você entenda um conceito básico…

Como já foi dito, nós somos partes (pedacinhos) de Deus. A essência de Deus é uma energia de unidade, isto é, sem separações. Nós vivemos em uma dimensão em que a unidade está dividida em duas partes. Isto é chamado de dualidade. A dualidade está em tudo, incluindo em nossos corpos. Um exemplo é o cérebro, que é formado por duas partes (direita e esquerda)

Além da separação física do cérebro em duas partes, temos também uma outra separação importante, que é a Mente e o Coração. A mente e o coração são dois poderes criativos, sendo que a mente coordena (foca) e o coração executa. Eles têm que trabalhar em conjunto para criar algo.

Concluindo…Como somos partes de Deus, temos as mesmas capacidades que Ele/Ela. Como Deus é um criador, também somos criadores.

A essência de Deus é uma essência de Unidade, portanto nossa essência também é de Unidade. Mas estamos em uma dimensão de dualidade e portanto, nossa essência de Unidade está dividida em duas partes.

Então para ativar o nosso poder de criação, temos que juntar estas duas partes, para que juntas, sejam uma Unidade (essência de Deus). E quais são as 2 partes que tem que estar juntas ? Mente e Coração !!!

Portanto, para usar o seu poder de criação, você tem que alinhar a sua mente e o seu coração. Ambos têm que estar perfeitamente sintonizados com o que você quer Ser, Ter ou Fazer. Para sintonizar mente e coração, basta pensar/visualizar/focar-te (mente) e sentir (coração) ao mesmo tempo. Visualize e sinta exatamente como se o seu desejo já fosse real aqui e agora, sem julgar o que você está criando.

Você está, durante todos os momentos da sua vida, co-criando todas as situações do seu dia a dia. Você faz isto através dos pensamentos e emoções que você tem. Cada combinação entre pensamento e emoção cria algo, sem exceção. O problema é que estamos sempre co-criando aleatoriamente.

Co-criar aleatoriamente gera experiências aleatórias, mas o que acontece com mais frequência é co-criarmos todos os dias a mesma coisa, o que gera a sensação de que a vida não progride e que está sempre igual. É porque você está sempre co-criando mais do mesmo.

Mude os seus pensamentos e a sua vida mudará completamente. Você está no comando, mesmo que pareça que não está.

Um outro problema de co-criar aleatoriamente é que você desperdiça tempo e energia para gerar as mesmas experiências repetidamente. E muitas vezes são experiências negativas.

Quando alguém convence você de alguma coisa, esta pessoa está fazendo com que você co- crie aquilo de que esta pessoa te convenceu e isto torna-se a sua realidade. E aí você pensa: “É verdade, ele/ela tinha razão”, mas o que aconteceu foi que você co-criou o que foi sugerido. A TV usa muito esta estratégia muito bem disfarçada, das mais diversas maneiras que você acaba nem notando.

Por isto, ao ver TV ou filmes ou notícias, você está sendo manipulado(a) sem ter a mínima noção disto.

O resultado é que você acaba por alterar a sua forma de pensar, a sua forma de interpretar as coisas em todos os níveis e além disto tudo, você acaba por co-criar algo que pode ser negativo para você, mas que é muito lucrativo para algumas empresas…

Aquilo em que você realmente acredita que seja verdade, você torna verdade através das vibrações (pensamentos + emoções) emitidas.

Cada pensamento enviado ao Universo gera resultados e você recebe exatamente o que você enviou. Funciona como um bumerangue: vai e volta. Você pode usar o seu bumerangue aleatoriamente ou você pode usá-lo a seu favor e para o seu benefício, a escolha é sua.

Fonte: Despertar de Gaia

Saiba mais: https://omundodegaya.wordpress.com/misttico/

O PODER DA VISUALIZAÇÃO

Imagem

A visualização é o poder da visão do Universo em ação na mente do homem; visualizar é uma das mais poderosas formas de trazer um desejo à materialização.

Nenhuma forma no Universo existe antes que tenha sido conscientemente mantida uma imagem dessa forma no pensamento, porque todo pensamento contêm uma imagem da forma nele contida.

Exercício

1 – Determine um plano definitivo ou desejo a ser realizado;

2 – Considere se é algo construtivo, nobre, merecedor de seu tempo e esforço. Examine cuidadosamente o MOTIVO que o conduz a trazer tal criação à manifestação. O motivo deve ser honesto e não um capricho de satisfação dos sentimentos físicos. Examine se não há lá no fundo um desejo de levar vantagem à custa de outrem.

3 – Exponha o plano em palavras tão concisas e claras quanto possível. Anote por escrito. Isto registra o desejo no mundo físico, visível e tangível.

4 – Cerre os olhos e VEJA dentro da mente uma imagem mental do desejo ou plano em sua perfeita, acabada condição e atividade. A capacidade de VER e poder criar são atributos do Deus Interior. A capacidade de imaginar é um atributo de Deus. A substância utilizada para dar forma ao quadro visualizado é substância de Deus. O poder de sentir, experimentar e ocasionar a imagem mental é poder de Deus. Deus é o autor, a ação e o ato de toda forma e empreendimento construtivo manifestado no plano físico.

5 – Leia o desejo ou plano várias vezes por dia e sempre antes de deitar-se, porque ao dormir logo depois de mentalizar o quadro, permanece na consciência humana uma forte impressão que NÃO É PERTURBADA DURANTE ALGUMAS HORAS, assim permitindo que seja gerada e acumulada a força que o impelirá à manifestação no plano da matéria. Desse modo podemos introduzir qualquer desejo ou imagem na consciência quando ela penetra no GRANDE SILÊNCIO durante o sono, aí carrega-se com o maior poder e atividade de Deus que está sempre dentro do coração do Grande Silêncio.

6 – Em circunstância alguma comente, seja com quem for, o desejo ou fato que estiver visualizando. Isto é imperativo.

7 – Permaneça inteiramente despreocupado com o ideal formulado a não ser no momento da visualização. Não marque prazo para a manifestação.

TEXTO COMPILADO DO LIVRO
MISTÉRIOS DESVELADOS DE SAINT GERMAIN
PONTE PARA A LIBERDADE

Saiba mais: https://omundodegaya.wordpress.com/misttico/

VOCÊ ESTÁ CONFUSO? ÓTIMO !

Aprenda a viver com a confusão. Não tenha pressa para concluir.

A confusão não é necessariamente algo errado.

Não a rotule como sendo confusão.
Rotular é errado.Algumas vezes um rótulo errado pode criar muitos problemas.Isso não é realmente confusão: é um estado de transição, de mudança. Você se desenraizou do velho solo e está procurando pelo novo, e entre os dois, isso acontece. Isso não é confusão, isso é apenas um hesitante estado de crescimento.

Isso é crescimento e sempre que existe crescimento costuma-se rotular como confusão. Mas ao rotular como confusão, você está interpretando errado e começará a tentar resolver de algum jeito.

Se você chamar isso de crescimento, então não haverá pressa em resolver. Na verdade, você terá que dar suporte a isso, pois é crescimento. Se chamar de confusão, você estará condenando e terá que encontrar uma maneira de sair disso.

Não há necessidade de sair disso; aprenda a viver com isso.
Aprenda a viver com todos os tipos de estados que estarão surgindo.
E se algumas vezes for confusão, o que há de errado na confusão?

Nos ensinaram erradamente que devemos ser absolutamente claros.
Somente os tolos conseguem ser absolutamente claros, somente os tolos estão certos.

A confusão é natural: ela é o caos criativo dentro de você.
É somente a partir desse caos que a criatividade começa.

Chame isso de caos criativo, não chame de confusão.

(Osho)

EGRÉGORA – CRIANDO NOVAS CONEXÕES

Trazendo isso para a prática, se você não concorda com o comportamento da sua cunhada, não manifeste sua crítica, não comente e nem verbalize.

Se você não suporta a arrogância do seu chefe, por favor, não perca seu tempo em criticá-lo, isso vai fortificá-lo ainda mais nessa arrogância.

Se você não aguenta mais a sua sogra, está cansado do seu marido ou sua esposa, não tem mais paciência com seus filhos, não os critique, não reclame pelos comportamentos de que você não gosta. Isso só vai reforçar ainda mais esses aspectos negativos.

É claro que ninguém gosta desse tipo de coisa, mas projetar a sua crítica, mentalmente ou verbalmente, vai realimentar esse ciclo negativo que tende a ficar cada vez pior. Com o tempo, quando os comentários, críticas ou reclamações continuam a acontecer, um campo energético consistente nessa vibração característica vai sendo criado.

Esse campo energético vai gerando uma rede de impulsos vibratórios na freqüência das inferioridades, e isso ancora comportamentos negativos no indivíduo que recebe a crítica. Essa energia concentrada dificulta muito a evolução da pessoa. Mesmo que ela um dia se dê conta de que precisa melhorar, ela vai sentir uma dificuldade muito grande. Isso porque a energia criada pelas críticas vai dificultar muito o processo.

A vantagem desse processo é que o mesmo mecanismo, no entanto com intenção oposta, pode ser um instrumento poderoso de ajuda pra quem precisa evoluir, mesmo que não tenha por si só compreendido isso. Quando sentir algo ruim provocado pelo comportamento inferior de outra pessoa, seja ela próxima ou distante de você, a reação necessária para ajudar essas ocorrências a não se repetirem é bem simples.

É preciso aprender a controlar os impulsos das emoções, controlar a impulsividade, respirar fundo (a respiração é um recurso importantíssimo), e buscar dentro da pessoa que seria alvo da sua crítica a presença do seu Eu superior, da divindade dentro dela, que por medos e armadilhas do ego, se distanciou da sua verdadeira essência. É preciso encontrar na pessoa o entendimento de que ela é alguém que, mesmo sem ter consciência, precisa muito de ajuda.

É preciso entender que as pessoas normalmente impertinentes são seres distanciados de sua essência divina e espiritualidade. No começo esse processo precisa de um pouco de treino, já que é necessário vigiar constantemente os nossos atos, pensamentos ou projeções mentais em relação às pessoas. É preciso vigiar os pensamentos e perceber se o que falamos a respeito da pes soa é positivo ou não, porque tudo é muito sutil.

Escutamos todos os dias as pessoas criticarem seus governantes, políticos, órgãos públicos e tantos outros sem entender que isso só intensifica as dificuldades, reforçando esses acontecimentos negativos graças ao psiquismo poluído e negligente das pessoas que desconhecem as conseqüências desses atos, pois os percebem como sem importância.

Precisamos aprender a encontrar partículas de Eu Superior ou de Deus em cada pessoa fazendo o exercício diário de perceber que, quanto mais inferior for a personalidade do indivíduo, mais distante de sua espiritualidade e desequilibrado ele está. Quando se concentra em perceber essa energia que cada um tem, mesmo sendo ela quase imperceptível ou parcialmente apagada, uma forca positiva em prol da evolução daquela pessoa começa a crescer.

Ter a consciência de que quem vive com esses hábitos comportamentais negativos é alguém em desequilíbrio já é uma atitude positiva, porque traz o entendimento da situação, e isso diminui muito a intensidade dessa projeção reativa natural. Em seguida, projetar na pessoa um pensamento positivo contrário ao que está em evidência também é providencial, pois gera grande enfraquecimento na personalidade negativa.

Isso é muito simples, você pode fazer em silêncio, mentalmente e às vezes até na frente da própria pessoa ou distante dela. Faz-se uma mentalização rápida, imaginando a pessoa serena, feliz, consciente de seu erro, compassiva, cheia de amor, despertando para sua evolução. Em alguns casos, em função da pessoa ser já de longa data conhecida por sua personalidade difícil e negativa, alguns duvidam do poder dessa prática simples, no entanto basta um pequeno exercício mental nesse sentido que você verá resultados nítidos apareceram.

Quando se leva a sério essa conduta, coisas incríveis acontecem. A criação desse hábito é o comprometimento com um mundo muito melhor que acontece no silêncio de nossos pensamentos e projeções mentais. Quantas pessoas vivem dentro de igrejas, templos,centros meditando, rezando, no entanto adoram criticar outras pessoas, e dedicam seu tempo a reclamar e achar defeitos. Isso não é uma conduta espiritualizada.

Toda a população mundial precisa adquirir esse hábito, construir uma rotina de consciência espiritual, porque assim avançaremos degraus importantes de nossa evolução. Depois de desenvolver habilidade nessa prática, criamos uma concentração de energia positiva. O resultado é a criação de um campo de energia sutil muito benéfico à evolução de cada ser.

Isso cria uma conexão de energia de orações, uma meta maravilhosa para cada pessoa que se considera espiritualizada, isso porque se trata de uma vibração positiva concentrada. Essa rede de energia criada torna a prece da pessoa mais poderosa e mais intensa. Quanto mais prática nesse hábito, mais intenso e positivo é esse campo de energia, e conseqüentemente aumenta o estado de consciência, magnetismo pessoal e carisma.

Quando criamos esse campo energético, propagamos conexões de energias de orações, ajudando na evolução das pessoas, do planeta e de nós mesmos como conseqüência bem-vinda desse processo. Quando várias pessoas ao mesmo tempo começam a se dar conta dessas possibilidades, suas energias se conectam mesmo que inconscientemente. Quando essa conexão começa a reunir mais e mais pessoas a cada dia, uma linda rede de energia se forma.

Essa rede cada vez mais coesa e estendida estimula mais pessoas a evoluírem. Quando alguém está conectado a essa conexão de orações, que ajudou a criar e ajuda a manter, passa a ter mai s forca e mais poder pessoal e sua capacidade de ajudar o próximo fica também maior. É importante saber que sempre que alguém que está conectado a essa rede fizer uma oração ou mentalização positiva em prol de outra pessoa, o foco da prece recebe energia de quem a faz, bem como de todo esse campo de energia criado pela conexão.

Estamos falando de uma energia tão poderosa que silenciosamente já ajudou a evitar muitos conflitos, guerras, catástrofes. Os benefícios são imprescindíveis para a condição atual do planeta. Sem a construção dessas conexões de energias de orações vai ser difícil mudar a mentalidade aqui na Terra.

O passo principal é eliminar a crítica, concentrando a projeção da divindade que há em cada ser. Em seguida precisamos aprender a projetar pensamentos positivos contrários aos aspectos inferiores das pessoas. O próximo passo é manter esse hábito, para que o campo de ene rgia se faca, se fortifique e se estenda.

Após a construção dessa energia, é importante estimular mais e mais pessoas a fazerem o mesmo. Nesse estágio as orações devem ser enviadas não só para quem precisa, mas também para as outras pessoas que também estão na caminhada.

Quando as pessoas que criam esses campos de energia de orações passam a projetar energia uns para os outros, essa corrente se expande e se fortifica mais. É importante perceber que o foco não é só as pessoas e situações que precisam de prece, mas também as outras pessoas que oram.

O tipo de oração, crença, a religião, não importam; só a intenção.

Crie esse campo energético, estenda-o para o número maior de pessoas possível, troque energias e bênçãos entre todos e continue a mandar vibrações positivas para todas as pessoas, lugares e situações que necessita m. Você vai começar a acessar um universo similar, coexistente com a realidade atual, inacreditavelmente próspero e abençoado, que vai banhar sua vida com tanta luz e paz que seu estado de graça será algo natural, você vai viver em plena sintonia com Deus, uma Sintonia de Luz.

Passos para criar um campo energético de oração e se ligar às conexões de orações:

1. Suspenda toda crítica, lamentação ou reclamação, para você ou para qualquer coisa ou pessoa, verbal e mentalmente.

2. Busque dentro das pessoas ou situações alvo da crítica uma chama divina. Isso quer dizer, compreenda que ela está distante de seu equilíbrio e consciência emocional.

3. Visualize que a pessoa se dá conta de sua necessidade de evolução.

4. Sempre que se lembrar da pessoa, veja-a bem. Isso vai manifestar um campo energético pessoal de energia positiva, um estado de espírito positivo e equilibrado.

5. Mantendo constantemente esse hábito, foque suas orações e mentalizações positivas para todas as pessoas de sua rede de amigos e pessoas que realizam essa prática.

6. Foque suas orações e mentalizações positivas para todas as correntes de oração do mundo, de todas as religiões, filosofias, crenças. Quando há esse foco a energia se expande e se potencializa muito.

7. Com essa conexão, com mais forca e confiança, inicie suas orações ou mentalizações positivas, dessa vez focando para as pessoas ou situações que precisam.

“Evolução espiritual na prática” – Por Bruno J. Gimenes e Patrícia Cândido)

Saiba maishttps://omundodegaya.wordpress.com/misttico/

ORAÇÃO DO CORAÇÃO

Abro o meu coração para a nova realidade que a vida me oferece.

Abro meu coração e enxergo um novo mundo e uma nova humanidade.

Seres que se amam resplandecem à minha frente.

A fraternidade é revelada a cada ação, a cada passo.

A Luz resplandece soberana através do semblante de cada ser.

O Amor jorra de seus corações ininterruptamente.

Suas mãos transparentes são pura luz.

A Luz que toca e resgata a Perfeição.

Seus pés roçam suavemente a terra fértil.

E a terra devolve o carinho revelando a abundância de suas cores.

A mente cria, o coração alimenta, a ação consolida um planeta de Paz.

O sol aquece, o ar ameniza, a terra resplandece vida pelo banho suave das águas cristalinas.

Tudo é Luz, Paz, Perfeição!

Esse é o mundo que almejo habitar.

O mundo cuja lembrança paira no fundo do meu ser.

O mundo de onde vim e para o qual quero voltar.

O mundo que hoje compartilha comigo o seu segredo.

O mundo que sussurra em meus ouvidos a premência que tenho de nele mergulhar.

O mundo que se mostra a mim através do palpitar de cada coração.

O mundo da verdade.

O mundo onde toda ilusão foi dissolvida.

O mundo que se alicerça na força do Amor.

O mundo que não reconhece diferenças.

O mundo que é povoado por uma única nação, a nação dos Filhos da Luz.

Filhos que caminham soberanos pelo Planeta Azul.

O mundo que resgata a sua história através da história de cada um de seus habitantes.

Os Filhos da Luz que se reconhecem e que expressam total gratidão.

Gratidão pelo divino aprendizado que devolveu a todos o sentido do viver.

O viver que só é pleno quando o coração traça o norte revelando a unidade que põe fim à separação.

Hoje, finalmente, sou o Filho de Deus que expressa às virtudes do Pai.

Hoje EU SOU.

“Seja a mudança que você deseja ver no mundo”

(Mahatma Gandhi)