PINEAL: COMO CUIDAR BEM DA GLÂNDULA QUE FAZ A PONTE ENTRE O CORPO E A ALMA

post-ativador-pineal

Uma glândula, endócrina, do corpo humano – a pineal. Uma pequena ervilha no meio da cabeça. Outra glândula, também endócrina – a hipófise ou pituitária. Outra pequena ervilha, na frente da pineal. As duas fazem uma ponte e esta é a ponte que te permite transitar entre os mundos, o físico e o espiritual. Parece crença mas é ciência, veja aqui.

Desde tempos antigos,  no século XVII, René Descartes afirmava que a pineal era o ponto de união entre o corpo e a alma – o olho da mente – ou seja, um órgão com funções transcendentes. Após Descartes, muitos outros dedicaram-se ao estudo desta que é considerada, modernamente, o local do corpo físico dos seres vivos onde se dão as transformações da consciência.

Dos nove hormônios que a glândula pineal produz um deles se chama melatonina. A Melatonina é um hormônio que regula o sono, entenda-se os ciclos de atividade-repouso, o sono-vigília, e a regulação do sistema imunológico. A glândula pineal funciona enquanto está escuro, portanto é muito importante que, ao se preparar para o sono, apague luzes e sons, se afaste de equipamentos emissores de ondas, que também perturbam a função da pineal (computador, celular, geladeira, forno de microondas, enfim, todo aparelho elétrico ou eletrônico emite algum tipo de ondas que perturbam a pineal), refresque o ambiente (o calor também prejudica o adormecer) e elimine até fontes aromáticas que podem excitar seu cérebro.

A pineal também é responsável pela liberação, no seu cérebro, de dimetiltriptamina (DMT) que é o precursor da serotonina, aquela tal que não deixa você ficar deprimido.

Quando somos crianças, a pineal é maior, uma pinha grande que ocupa uma boa porção da parte de trás do nosso hipotálamo. Conforme envelhecemos, esta e outras glândulas vão encolhendo – acontece também com o timo, a glândula da alegria.

Mas não só a pineal diminui de tamanho. Ela também se calcifica e se torna mais lenta, e aí é que mora o perigo pois a calcificação da pineal tem uma correlação forte com a ocorrência do Mal de Alzheimer e, segundo os estudiosos, o fluoreto é um dos principais causadores desse processo de calcificação assim como na redução da produção de melatonina.

Uma dieta pobre de alimentos naturais e rica em alimentos industrializados, conservantes, açúcar branco, refrigerantes, transgênicos, químicos e pesticidas é um passo direto para a calcificação extrema da pineal, portanto, do seu envelhecimento precoce.

Por outro lado, o bom funcionamento da pineal, aparte de nos garantir um“terceiro olho” mais luminoso e aberto, também nos garante ampla saúde do nosso organismo por conta da boa produção da melatonina, hormônio que previne e combate insônia, nervosismo, estresse, envelhecimento precoce, depressão, doenças cardíacas, câncer, catarata, impotência masculina e frigidez feminina, além de epilepsia, hipertrofia da próstata e doenças de pele.

O que fazer, então, para manter a saúde da glândula pineal?

* Reduza o flúor

A redução do flúor das águas tratadas pode-se lograr filtrando adequadamente a água da torneira (não use filtro por osmose reversa que, na verdade, mata a água): mude sua pasta de dentes para uma que não contenha flúor e, no limite, use água mineral não fluoretada em sua casa.

* Tome vinagre de maçã diariamente

2 a 3 colheradas de vinagre de maçã por dia é um excelente desintoxicador do nosso organismo.

* Coma alimentos ricos em iodo

O iodo é abundante nas algas marinhas, frutos do mar, banana, oxicoco (cranberry), couve, brócolis, feijão verde, outras folhagens verdes e muitos outros alimentos.

* Cacau cru

A semente do cacau é uma delícia, e também a polpa do fruto quando fresco. Com o cacau cru se combate os radicais livres e se mantém o cérebro saudável, estimulando e desintoxicando a pineal.

* Óleo de coco extra-virgem

Prensado a frio é um ótimo nutriente para nosso organismo, é rico em triglicérides de boa qualidade que, no fígado, sob a forma de cetonas, restauram os neurônios e a função dos nervos no cérebro.

* Centelha asiática, brotos de alfalfa e de salsinha

Também dá esse efeito desintoxicante e energizante da glândula pineal. Estas são ervas que podem, facilmente, ser incorporadas à sua alimentação em saladas, chás ou temperos.

* Privilegie alimentos ricos em:

Ácido fólico, cálcio, magnésio, selênio, omega 3 e vitamina B6

* Incorpore à sua alimentação diária:

Mel, banana e jabuticaba.

* Ah, e deixe seu óculos de sol meio de lado

Isso é importante porque a pineal reage à quantidade de luminosidade que nos entra pela retina como uma célula fotossensível.

 

Por: Alice Branco – Via: https://www.greenme.com.br

Revisão: Cibele Santos – Nutricionista, Taróloga e Terapeuta Xamânica

7 respostas em “PINEAL: COMO CUIDAR BEM DA GLÂNDULA QUE FAZ A PONTE ENTRE O CORPO E A ALMA

  1. Pingback: PINEAL: COMO CUIDAR BEM DA GLÂNDULA QUE FAZ A PONTE ENTRE O CORPO E A ALMA | Carpe Diem

  2. Pingback: PINEAL: COMO CUIDAR BEM DA GLÂNDULA QUE FAZ A PONTE ENTRE O CORPO E A ALMA | amandagennali

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s