AS 12 LEIS DO KARMA

13413131_1006388746077650_2964020142109313150_n

1ª – A GRANDE LEI

Colhemos o que plantamos. É a lei da causa e do efeito. O que quer que façamos no universo nos volta.

2ª – LEI DA CRIAÇÃO

A vida não apenas acontece, ela requer nossa participação. Estamos ligados ao Universo dentro e fora de nós mesmos. Tudo que nos cerca nos dá indícios de nosso estado interior. Temos que fazer em nós o que queremos em nossa Vida.

3ª – LEI DA HUMILDADE

O que nos recusamos a aceitar, continua a existir em nós. O mundo espelha nossos traços.

4ª – LEI DO CRESCIMENTO

Onde formos, lá estaremos. Para crescermos no espírito, somos nós que devemos mudar, não as outras pessoas, ou lugares ou as coisas em torno de nós.

5ª – LEI DA RESPONSABILIDADE

Sempre que algo está errado, existe algo errado em nós. Nós espelhamos o que nos cerca e o que nos cerca se espelha em nós. Devemos fazer um exame da responsabilidade do que ocorre em nossa vida.

6ª – A LEI DA CONEXÃO

Mesmo que algo pareça desconectado, é importante entender que no Universo tudo está conectado. Cada etapa conduz a etapa seguinte e assim por diante. Passado, presente e futuro, todos estão conectados

7ª – LEI DO FOCO

Não podemos pensar duas coisas ao mesmo tempo. Quando nosso foco está em valores espirituais é impossível ter pensamentos baixos de mágoas ou de raiva.

 

8ª – LEI DA DOAÇÃO

Se acreditamos que algo é verdade, seremos chamados para demonstrar essa verdade. É nesse momento que podemos colocar o que dizemos e aprendemos na prática.

9ª – A LEI DO AQUI E AGORA

Quando olhamos para trás para examinar o que passou, ficamos impedidos de olhar para o aqui e agora. Pensamentos velhos, padrões antigos, sonhos velhos…tudo isso impede que tenhamos novos pensamentos, novos padrões e novos sonhos.

10ª – A LEI DA MUDANÇA

A história se repete até aprendermos as lições que necessitamos para mudar nosso trajeto.

11ª – LEI DA PACIÊNCIA E DA RECOMPENSA

Todas as recompensas requerem trabalho inicial. Recompensas de valor duradouro requerem labuta paciente e persistente.

12ª – LEI DO SIGNIFICADO E DA INSPIRAÇÃO

O valor de algo é o resultado direto da energia e intenção colocada nela. Cada contribuição pessoal é também uma contribuição ao todo. A inspiração amorosa fornece uma contribuição ascendente e inspira o Todo.

 

Por: Jader Menezes

Via: O Segredo – http://www.osegredo.com.br

NÃO MINTA

Imagem

Um dos mais elevados valores da vida é a VERDADE. Assim sendo, a missão mais importante dos dias atuais é a de reeducar as pessoas, principalmente as crianças, para que interrompam a atual complacência com a mentira. 

Mentir acabou se tornando uma prática tão usual e corriqueira que há pessoas que relativizam o emprego da mentira dizendo que há ocasiões ou situações em que mentir não só é permitido como desejável, portanto, correto. 

Os motivos que levam à mentira podem ser inúmeros: baixa autoestima, desprezo pela outra pessoa, desejo de status, além de inúmeros medos: medo de uma punição, medo de ser rejeitado, medo de ser discriminado, medo de assumir consequências, etc. Qualquer que seja a razão, é preciso que voltemos a criminalizar a mentira como algo errado e que não pode e não deve ser justificado sob o argumento de que todos mentem.

Há pessoas que confundem falar a verdade com grosseria, falta de educação, ausência de polidez e agressividade. Para muitas pessoas a verdade passou a ser tão incômoda que não sabem mais como trabalhar com ela. Preferem mentir, falsear a verdade, enfeitar a realidade, inventar. 

Vamos fazer um esforço pela verdade, pela veracidade. Preste atenção e veja quantas vezes mentimos, até sem motivos ou necessidade. Vamos fazer um pacto pela verdade, re-criminalizando a mentira e procurando viver alicerçados em valores e princípios elevados.

Pense nisso. Sucesso!

Por: Luiz Marins

MATURIDADE

Imagem

Quando digo maturidade, estou falando de integridade interior. E essa integridade interior só surge quando você pára de responsabilizar os outros, quando pára de dizer que um outro é responsável pelo seu sofrimento, quando começa a perceber que é você o responsável por seu próprio sofrimento. Esse é o primeiro passo em direção à maturidade: “Eu sou o responsável. Seja o que for que esteja acontecendo, está partindo de mim”.
Você se sente infeliz. É responsabilidade sua? Você irá se sentir muito desconfortável, mas se puder manter esse sentimento, mas cedo ou mais tarde você será capaz de parar de fazer muitas coisas. Isso é o que a teoria do carma diz. Você é responsável. Não diga que a sociedade é responsável, não diga que seus pais são responsáveis, não diga que as condições econômicas são responsáveis, não jogue a responsabilidade em ninguém – você é responsável.
No inicio, isso irá parecer um fardo, porque você não poderá mais jogar a responsabilidade para outras pessoas. Ainda assim, suporte esse fardo.

(Osho)