OS 5 ELEMENTOS E A VIDA

Imagem

A Terra, e tudo sobre ela, é o produto de diferentes combinações dos cinco elementos básicos: terra, água, fogo, ar e espaço. Deve-se notar que os nomes desses elementos são categorias representativas. Tudo encontrado na Terra pode ser classificado em uma dessas cinco categorias, com base em suas características inatas. A palavra “elemento” não é usado como um nome ou rótulo para cada um dos elementos naturais, da mesma forma que a tabela periódica científica moderna usa.

Assim como a química e a física usam termos técnicos específico para qualificar a matéria, a Ayurveda utiliza as características dos cinco elementos (pancha mahabhutas) para identificar vários objetos. Se algo é classificado como “fogo”, isso não significa que é literalmente um incêndio. Isso significa que o objeto apresenta as características do fogo, como o calor de combustão, e assim por diante. Da mesma forma, se um item é classificado como “água” ou “terra” isso significa que é úmida, fria e pegajosa ou pesada, sólida e estável.

Na Ayurveda, o lugar para determinarmos os elementos que nos rodeiam não é um laboratório de ciências, mas o corpo humano. Usamos nossos sentidos da audição, paladar, tato, visão e olfato para identificar os elementos ao redor e as suas qualidades. A teoria dos pancha mahabhutas pode parecer simplista, mas na verdade é um método muito sofisticado de classificação, não só de todos os objetos encontrados na Terra, mas também dos ciclos naturais experientados sobre ela, como os dias, estações do ano e da própria vida. Isso ocorre porque os elementos predominam em determinados momentos, dependendo das condições vividas e observadas.

Por exemplo, o ciclo de vida humana é dividida em infância, onde ocorre o crescimento físico (água e terra), a idade adulta, onde a atividades hormonais e mudanças ocorrem (fogo), e idade em que a mobilidade fica prejudicada e o organismo começa a enfraquecer (espaço e ar) . O ano é dividido em quatro estações – inverno quando está frio e chuvoso (água, terra); primavera, quando ocorre um novo crescimento e se torna mais quente (água, fogo); verão quando está quente e seco (fogo, ar) e Outono, quando venta e faz frio (ar e espaço).

Entendida e aplicada corretamente, esse sistema de classificação torna-se um método poderoso para considerar a maneira que o homem interage com seu ambiente. A elegância da ciência reside na simplicidade dos seus conceitos básicos, e a poderosa ferramenta analítica que prevêem internamente (mente-corpo) e externamente (ambiental).

Os elementos (mahabhutas) possuem determinadas qualidades, atributos e impactos sobre o corpo e a mente. Todos os objetos e substâncias são uma mistura dos cinco elementos, mas eles têm um elemento dominante que lhes permitem ser identificado e classificado.
Usando as características dos elementos, cada objeto em torno de você pode ser considerado e classificado. Isto deve ser feito com o entendimento básico de que tudo é uma mistura de diferentes proporções dos elementos, alguns dos quais podem se manifestar sob diferentes condições.

O equilíbrio e o caráter dos elementos no ambiente está em constante mudança e nunca é estático – a temperatura (agni), umidade (Jala), secura (vayu) e assim por diante estão em um estado natural de fluxo, dependendo da combinação e quantidade de elementos presentes.

Características dos elementos:

Elemento Espaço Akasha

Qualidades: leve, sutil e abundante.
Ação:
 fornece espaço, folgas, abertura.
Facilita: 
som e não-resistência.
Substância:
 qualquer coisa que é leve, abundante, e etéreo.
Exemplo: 
alimentos ocos e leves – pipoca, bolachas.
Ingestão:
 aumenta maciez e leveza no corpo.

Elemento Air Vayu

Qualidades: leve, móvel, fresco, seco, poroso e sutil.
Ação:
 movimento, a evaporação, secura.
Facilita: 
toque e vibração.
Substância: 
tudo que for seco e arejado, ou que cria gás.
Exemplo: 
torradas, biscoitos, repolho, feijão.
Ingestão:
 aumenta a secura, a frieza e circulação.

Elemento Agni Fogo ou Tejas

Qualidades: quente, agudo, seco, sutil, leve e rugosa.
Ação:
 a radiação de calor e luz.
Facilita: 
forma, cor e temperatura.
Substância: 
qualquer coisa combustível e picante.
Exemplo: 
pimentas, gengibre, pimenta, cravo, cominho.
Ingestão:
 aumenta digestão, o metabolismo (fogo e calor), brilho e a cor da pele.

Água ou Jala

Qualidades: oleosa (untuoso), úmido, fresco, macio e pegajoso.
Ação: 
coesão, lubrificação.
Facilita: 
fluidez e sabor (via saliva)
Substância: 
líquido ou aquoso.
Exemplo: 
bebidas, sopas, melão, pepino.
Ingestão:
 aumenta a suavidade, frescor, suavidade e fluxo de fluidos.

Terra Prithvi

Qualidades: pesado, áspero, sólido, estável, lento.
Ação: resistência, densidade.
Facilita: perfume, odor e forma.
Substância: algo sólido e pesado.
Exemplo: fritura, queijo, bolos, banana.
Ingestão: aumenta peso, a estabilidade, a obesidade e solidez do corpo.

Saiba maishttps://omundodegaya.wordpress.com/tar-oline/

Anúncios

GAYA

Sou um espírito selvagem em harmonia com os ritmos da natureza.

É dai que vem a minha força e beleza interior.

Eu conheço a mim mesma.

Sei dos meus ciclos de crescimento e não saboto a minha própria felicidade.

Estou conectada à natureza dos quatro elementos (fogo, água, ar e terra) e deles adquiro ensinamentos.

São os poderes desses elementos que me tornam mística e fazem de mim o que Eu Sou: uma Eterna Aprendiz.

A dança percorre meu corpo como o fogo e é de onde adquiro poder.

A fogueira me transforma em guerreira e me leva ao combate.

Onde há soberba, inspiro verdade.

Onde há vaidade, carrego benevolência.

Onde há ódio, simplesmente abraço e carrego no colo.

A dança flerta com meus sentimentos como a água e é de onde colho bem estar.

A correnteza me sugere novos caminhos, desvenda atalhos.

Onde há mágoa (má água), sobreponho bondade.

Onde há sujeira, destilo frescor.

Onde prevalece o lodo, levo purificação.

A dança desnuda minha alma como o vento e é onde absorvo as mudanças.

A ventania conversa comigo, avisa das transformações.

Onde há destruição, prevejo renascimento.

Onde há tristeza, imponho esperança.

Onde há desequilíbrio, trago suavidade.

A dança fertiliza meu coração como a terra e é de onde reconheço a realidade.

A terra não interage comigo, simplesmente existo nela.

Ela me desvenda os rumos e decifra os mistérios.

O fogo, a água, o ar… me tornam sábia, mas é a terra que me transforma e me molda a ser quem sou.

Sou como a Lua e o Sol, o despertar e o adormecer, o renascimento e a morte, as cores e as trevas.

Sou assim… única… não sou perfeita, mas minha imperfeição é fascinante.

Meus erros não são erros… são tentativas… tentativas que se transformarão em acertos.

Represento a fusão dos 4 elementos… sou a energia contida neles.

Sou assim… sou Gaya

PAZ e LUZ

Gaya ))O((