INVOCAÇÃO ANGELICAL

51

Existem diversos métodos e maneiras de se invocar um anjo. Algumas complexas, outras mais simples. Dou preferência a oferecida por Tobias Palmer, que diz em sua obra: “Os anjos entram em nossa vida a convite do espírito”. É bastante singela, mas que combina perfeitamente bem com estes espíritos grandiosos que, pela própria grandeza, evolução e grau de ascensão, são singelos e despojados de complicações, rituais ou aparatos, inerências próprias da natureza humana, não celeste.

Maneiras simples de invocar e ancorar o anjo: chamar três vezes o seu nome (todas as vezes que estamos realizando algo místico, executar, chamar ou repetir três vezes significa fazer alusão a Santíssima Trindade); ascender uma vela no tom do Raio a que pertence a entidade angélica, em um local reservado, limpo e tranquilo, de preferência acompanhada de incenso ( o de rosas é considerado o mais espiritual e místico dos aromas) e preces recolhidas, serenas, seguindo momentos de meditação; podemos, após as preces, voltar ao estado meditativo, esvaziando a mente de todo e qualquer pensamento para criar possibilidade de, no silencio do corpo, da ama e do espírito, poder ouvir a resposta do anjo a nossos pedidos, invocações ou então aconselhamento, pois os anjos falam quando estamos recolhidos no silencio de nosso coração.

Existem outras maneiras, mas são autênticos rituais, complicados, alguns extravagantes que ao invés de nos colocar em sintonia silenciosa com os anjos, nos colocam em tumulto interior pelo número de suas exigências, formulações e detalhes. Não podemos esquecer que as complicações geradoras de confusões, discórdias e dispersão mensal, por exemplo, são muito própria dos seres humanos. No despojamento, na simplicidade, na frugalidade residem grandes e substanciais referencias celestes. Deus, apesar de sua imensa grandiosidade e magnificência, é simples. Nós, os humanos, buscamos a grandiosidade nos tornando complexos, aparatados, o que representa um extraordinário conta senso, pois devemos seguir o exemplo do Pai ou então dos Mestres, que somente nos ensinam a humildade, a fé de um coração sincero e devotado como o caminho da real ascensão.

O melhor e mais eficaz maneira de evocar um anjo é pela oração sincera, pois não há prece que não seja ouvida. As orações não necessitam ser longas, mas quando nos recolhemos em oração por um tempo mais prolongado, aumentamos as chances de ouvir as respostas às nossas invocações; além disso, durante a prece ou quando estamos meditativos e em estado de oração. Os Mestres nos mandam diversos tipos de auxílio como, por exemplo, a limpeza de nossa aura, aconselhamentos, tranquilização, purificação, paz e amor. Quando nos recolhemos no silencio da prece, ascendemos às esferas superiores.

Contribuição Walkyria Garcia
Edição Rudinei DaRosa

Via: https://www.facebook.com/Projeto-Despertar

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s