FELICIDADE – POR OSHO

 

59

Muitas pessoas chegam a mim e dizem que são infelizes, e querem que eu lhes forneça alguma meditação. Eu digo: Primeiro – a coisa básica – é compreender porque você é infeliz. E se você não remover as causas básicas de sua infelicidade, posso lhe dar uma meditação mas isso não irá ajudar muito – porque as causas básicas permanecem aí. (…) Comigo, felicidade vem primeiro, alegria vem primeiro. Uma atitude celebrativa vem primeiro. Uma filosofia de vida afirmativa vem primeiro. Desfrute! Se você não pode desfrutar de seu trabalho, mude-o. Não espere, pois todo o tempo que você está esperando você fica esperando por Godot. Godot jamais virá. Simplesmente se espera – e desperdiça-se a vida. Por quem, para que você está esperando?

Se você vê o ponto, que você é miserável em um certo padrão de vida, então todas as antigas tradições dizem: Você está errado. Eu gostaria de dizer: O padrão está errado. Tente entender a diferença de ênfase.

Você não está errado! Apenas seu padrão, o modo de viver que você aprendeu está errado. As motivações que você aprendeu e aceitou como suas não são suas – estas não preenchem seu destino. Elas vão de encontro a sua semente, são contra seu elemento.

Lembre-se disso: ninguém mais pode decidir por você. Todos os mandamentos, as ordens, as moralidades, são somente para lhe matar. Você tem que decidir por si mesmo. Você precisa tomar sua vida em suas próprias mãos. Do contrário, a vida continua batendo na sua porta e você nunca está lá; você está sempre em algum outro lugar.

Se você nasceu para ser um dançarino, a vida chega por essa porta, pois a vida acha que você é um dançarino. Ela bate ali, mas você não está – você é um banqueiro. E como a vida poderia esperar que você fosse se tornar um banqueiro? O divino vem até você do jeito que ele queria que você fosse; ele só conhece esse endereço – mas você nunca é encontrado ali, você está em algum outro lugar, escondendo-se por trás da mascara de outro alguém, com as vestimentas de outra pessoa, sob o nome de outra pessoa.

O divino só pode encontrá-lo de uma maneira, somente de um jeito ele pode encontrá-lo – o seu florescimento interior: como ele queria que você fosse.

A menos que você encontre sua espontaneidade, a menos que você encontre seu elemento, você não pode ser feliz. Se você não puder ser feliz, você não pode ser meditativo.

– Osho –

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s