ALECRIM – A ERVA DA MENTE

Imagem –
Há dias em que se tem a impressão de se estar dentro de um espesso nevoeiro. Tudo parece monótono e difícil e o coração fica triste. É a noite escura da alma. Era meu aniversário e justamente um destes dias estranhos, quando pensei: “Vou tomar um chá de alecrim!”Fui ao jardim e lá encontrei um viçoso pé de alecrim. Interessante é que quase todos que visitam nossos jardins demonstram afeição e respeito pelo alecrim. Confesso que nunca liguei muito para ele. Mas, naquele dia, com toda reverência, colhi alguns ramos, preparei um chá e me servi em uma linda xícara. O aroma era muito agradável e, a cada gole que bebia, senti a mente ir clareando. Uma sensação de bem-estar e alegria foi se espalhando pelo corpo e senti a sensação de enorme felicidade. Fiquei muito impressionada com a capacidade dessa planta transmitir alegria. Aliás, o nome alecrim já lembra alegria. Resolvi pesquisar a respeito e veja só que maravilha.O alecrim – Rosmarinos officinalis, planta nativa da região mediterrânea – foi muito apreciada na Idade Média e no Renascimento, aparecendo em várias fórmulas, inclusive a ‘Água da Rainha da Hungria’, famosa solução rejuvenescedora. Elizabeth da Hungria recebeu, aos 72 anos, a receita de um anjo (um monge?) quando estava paralítica e sofria de gota. Com o uso do preparado, recobrou a saúde, a beleza e a alegria. O rei da Polônia chegou a pedí-la em casamento!Madame de Sévigné recomendava água de alecrim contra a tristeza, para recuperar a alegria. Rudolf Steiner afirmava que o alecrim é, acima de tudo, uma planta calorífera que fortalece o centro vital e age em todo o organismo. Além disso, equilibra a temperatura do sangue e, através dele, de todo o corpo. Por isso é recomendado contra anemia, menstruação insuficiente e problemas de irrigação sangüínea. Também atua no fígado. E uma melhor irrigação dos órgãos etimula o metabolismo.

Um ex-viciado em drogas revelou que tivera uma visão divina que o tornou capaz de livrar-se do vício. Foi-lhe indicado que tomasse chá de alecrim para regenerar e limpar as células do corpo, pois o alecrim continha todas as cores do arco-íris. O alecrim é digestivo e sudorífero. Ajuda a assimilação do açúcar (no diabetes) e é indicado para recompor o sistema nervoso após uma longa atividade intelectual. É recomendado para a queda de cabelo, caspa, cuidados com a pele, lesões e queimaduras; para curar resfriados e bronquites, para cansaço mental e estafa e, ainda, para perda de memória, aumentando a capacidade de aprendizado.

Existe uma graciosa lenda a respeito do alecrim: quando Maria fugiu para o Egito, levando no colo o menino Jesus, as flores do caminho iam se abrindo à medida que a sagrada família passava por elas. O lilás ergueu seus galhos orgulhosos e emplumados, o lírio abriu seu cálice. O alecrim, sem pétalas nem beleza, entristeceu lamentando não poder agradar o menino. Cansada, Maria parou à beira do Rio e, enquanto a criança dormia, lavou suas roupinhas. Em seguida, olhou a seu redor, procurando um lugar para estendê-las. ‘O lírio quebrará sob o peso, e o lilás é alto demais’. Colocou-as então sobre o alecrim e ele suspirou de alegria, agradeceu de coração a nova oportunidade e as sustentou ao Sol durante toda a manhã. “Obrigada, gentil alecrim! disse Maria. Daqui por diante, ostentarás flores azuis para recordarem o manto azul que estou usando. E não apenas flores te dou em agradecimento, mas todos os galhos que sustentaram as roupas do pequeno Jesus, serão aromáticos. Eu abençôo folha, caule e flor, que a partir deste instante terão aroma de santidade e emanarão alegria.”

…e assim foi! BOM CHÁ PARA VOCÊ !!!

Fonte: NUWA Spa

Revisão: Cibele Santos – Nutricionista, Taróloga e Terapeuta Xamânica

25 respostas em “ALECRIM – A ERVA DA MENTE

  1. Fiquei a saber muito sobre as qualidades e capacidades do alecrim como planta medicinal, pois eu sempre gostei do alecrim e muitas foram as vezes que ao passar por alecrim sinto uma irresistível vontade de colher um raminho! Em casa ponho as suas folhas em saquinhas para as colocar nas minhas gavetas, ou simplesmente num recipiente e esfregar as nãos com o alecrim! Agora depois de ler vou fazer o que nunca tinha feito ” o abençoado chá de alecrim” . Adorei saber! Obrigada!

  2. Usamos muito, mesmo seco do Verão. Ajuda-nos imenso.
    Á beira do jardim plantamos e temos sempre, alecrim, salva, mente, cidereira, poeijo, salsa, majaricão, camomila, basil sweet, funcho.
    Gostei imenso de ler este texts. Brigada.

  3. amei o texto, hoje comprei o chá de alecrim, vou providenciar uma muda, para plantar no meu jardim, obrigada, já que eu tenho um abrigo de pessoas idosas, vou providenciar o chá de alecrim para eles…
    .

  4. Adoro o Alecrim. Utilizo muito como tempero (sou de família italiana) e também uso o óleo essencial de alecrim como anti inflamatório para artrite. Com ele me curei do dedo em gatilho e da síndrome do carpo – todos os ortopedistas indicavam cirurgia para ambos. Como fazer o óleo essencial: em um vidro escuro (ou recoberto por papel alumínio), coloque alecrim fresco até encher o vidro. Cubra o alecrim com azeite extra virgem, tampe e deixe descansar por 30 dias; uma vez por semana, agite o vidro. Modo de usar: passe o óleo sobre a área inflamada e faça massagem até a pele absorver. Ele esquenta. A dor vai desaparecendo no decorrer do dia e após um tempo de uso, não se sente mais nada.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s